13º salário INSS: Confira quem poderá receber de forma antecipada em 2021

Em 2021, o Decreto nº 10410, publicado no Diário Oficial da União de 1º de julho de 2020, onde estabelecia que o pagamento do 13º salário do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) continua valendo e, assim, os beneficiários poderiam receber os pagamentos do 13º com antecipação.

Neste ano, o primeiro pagamento (equivalente a 50% dos benefícios) deve ser pago em agosto, enquanto o segundo pagamento será feito em novembro.

Após o forte impacto da epidemia de Covid-19 a antecipação do 13º salário do INSS foi uma das iniciativas do Governo Federal para aquecer a economia.

Antecipação do 13º salário INSS

Os segurados que usufruem dos seguintes benefícios podem receber antecipadamente o 13º salário do INSS:

  • Aposentadoria
  • Pensão por morte
  • Salário-maternidade
  • Auxílio-doença
  • Auxílio-acidente
  • Auxílio-reclusão

Após o fim do auxilio emergencial, o governo desenvolveu um plano de contingência no caso de uma nova onda de pandemia(covid-19) no Brasil. Uma das atividades previstas é a antecipação da 13ª remuneração dos beneficiários do INSS.

Outra alternativa é o pagamento de abono salarial aos segurados que recebem benefícios de até dois salários mínimos ao final do ano. Portanto, esse valor equivale ao 14º salário de aposentados e pensionistas.

Antecipação do benefício foi autorizada em 2020

No ano passado, uma forma de enfrentar a crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus foi antecipar o 13º salário do INSS. Dessa forma, o governo federal autorizou o pagamento das parcelas no período do final de abril ao início de junho.

De acordo com o calendário estabelecido pelo INSS, o 13º salário, pago em duas parcelas, deve ser pago ao final de cada ano. Geralmente, no entanto, a primeira parcela é esperada para agosto.

Para apoiar a população afetada pela pandemia e promover o desenvolvimento econômico do país, o Senado está conduzindo um projeto que visa a criação de um 14º salário para aposentados e pensionistas do INSS.

Assim, a medida beneficiaria os segurados que já retiraram seu décimo terceiro depósito antecipadamente, mas ainda assim sua renda diminuiu devido aos efeitos da pandemia. No entanto, o pedido não foi aprovado a tempo e o subsídio de emergência não saiu em 2020.

Veja Mais: Prova de vida do INSS por biometria facial? Veja como será

%d blogueiros gostam disto: