Abono salarial PIS/Pasep não será pago aos trabalhadores em 2021; Entenda o porquê

Os trabalhadores que esperam pelo pagamento do abono salarial PIS / Pasep do ano-base 2020 com previsão de início no segundo semestre deste ano, terão de esperar mais alguns meses para receber o dinheiro. A data foi alterada para o primeiro semestre de 2022.

O atraso no pagamento está relacionado à decisão do Comitê de Revisão do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), composto por empresas, trabalhadores e governo, que suspendeu o repasse de benefícios neste ano por recomendação do Auditor Geral Federal.

APRENDA A FAZER MANUTENÇÃO DE CELULARES COMEÇANDO DO ZERO

De acordo com o Ministério da Economia, é necessário alterar o calendário para evitar o não cumprimento das normas contábeis e financeiras que regem o país. Eles evitam que o custo do plano seja compartilhado em dois anos.

Portanto, de acordo com a nova resolução, o PIS / Pasep só deve ser pago a todos os trabalhadores a partir do primeiro semestre do ano que vem.

Segundo comunicado do Codefat, a decisão não considerou questões financeiras. No entanto, o adiamento do calendário deve gerar economia de 7,45 bilhões de reais em 2021.

Na falta de um cronograma claro, milhões de brasileiros ainda aguardam o cancelamento das licenças para quem assinar contratos oficiais em 2020. Atualmente, quem trabalha em 2019 pode sacar recursos relacionados ao calendário anterior, e o prazo é 30 de junho deste ano.

Lembramos que, para receber esse benefício, o trabalhador deve atender a determinadas condições, como receber em média dois salários mínimos mensais no ano base, cadastrar-se no PIS / Pasep há pelo menos cinco anos e informar os dados corretamente ao governo de Rais, exceto no ano civil base Cooperar com um contrato formal por pelo menos 30 dias de distância.

Veja mais: Caixa começa o pagamento da 3ª parcela do Auxílio Emergencial; veja as datas

%d blogueiros gostam disto: