×

Apenas essas famílias do Bolsa Família têm direito à parcela complementar de R$350

Apenas essas famílias do Bolsa Família têm direito à parcela complementar de R$350

Ao acordar nesta manhã de sexta-feira, 19 de maio, e verificar o aplicativo Caixa Tem, muitas pessoas foram surpreendidas de forma positiva. Foi feito o depósito da segunda parcela do programa Bolsa Família, porém somente algumas famílias receberam o complemento adicional de R$ 350.

Neste texto, vamos explicar quem teve direito a esse complemento e quais são os critérios de elegibilidade.

Desde março, o Bolsa Família tem sido disponibilizado como um programa oficial do governo para transferência de renda.

Apesar disso, o valor total da parcela de R$ 600 ainda não está confirmado, e os beneficiários estão recebendo um complemento de valor. Ou seja, a parcela base continua sendo de R$ 400, com um acréscimo adicional de R$ 200 sendo liberado.

Bolsa Família: Benefício Primeira Infância concede parcela adicional de R$ 150 por criança até seis anos.

Além do adicional de R$ 200 destinado a todos os participantes do Bolsa Família, existe outro benefício adicional disponível para um grupo específico.

Trata-se do Benefício Primeira Infância, que foi confirmado em março e vem sendo pago desde então. Por meio desse benefício, as famílias recebem uma parcela adicional de R$ 150 para cada criança com idade de até seis anos.

Com isso, um total de R$ 350 complementares está disponível, e os beneficiários do Bolsa Família têm a possibilidade de receber até R$ 750, desde que atendam às regras de participação.

Nesta sexta-feira, dia 19, é a vez do grupo de beneficiários com NIS Final 2 realizar a movimentação dos valores correspondentes.

Confira o calendário completo de maio abaixo:

Dígito final do NIS Data
1 18/05
2 19/05
3 22/05
4 23/05
5 24/05
6 25/05
7 26/05
8 29/05
9 30/05
0 31/05

Bolsa Família de junho confirmado com parcela ampliada

A partir do próximo mês, o programa Bolsa Família terá seu pagamento completo, o que significa que todos os adicionais do benefício serão concedidos, desde que os beneficiários atendam aos requisitos estabelecidos.

Essa mudança tende a elevar o valor médio recebido, superando as quantias registradas em abril e estabelecendo um novo recorde.

Em relação aos pagamentos, o Benefício Primeira Infância continuará sendo disponibilizado em junho. Esse auxílio adicional libera uma parcela extra de R$ 150 para cada criança de até seis anos de idade. Dessa forma, as famílias podem garantir um total de até R$ 600 de apoio financeiro.

Com essas atualizações no programa, espera-se que o Bolsa Família cumpra seu propósito de auxiliar de maneira mais abrangente as famílias em situação de vulnerabilidade, proporcionando recursos adicionais e contribuindo para a melhoria das condições de vida desses beneficiários.

Bolsa Família em junho: Benefícios adicionais ampliam renda das famílias

Além das atualizações previstas para o Bolsa Família em junho, há também o Benefício de Renda de Cidadania, que irá fornecer um valor de R$ 142 para cada membro da família.

Com isso, em caso de uma família com dez pessoas, os beneficiários poderão receber até R$ 1.420, o que já supera o valor de um salário mínimo. Famílias com menos membros receberão R$ 142 por cada integrante, e o governo complementará o valor até chegar a R$ 600.

Adicionalmente, existem outros benefícios disponíveis. O Auxílio Gás, pago a cada dois meses, voltará a ser concedido em junho.

O Benefício Variável Familiar também será pago no mesmo mês, oferecendo uma parcela adicional para famílias numerosas que possuam mulheres gestantes, mulheres em fase de amamentação e jovens entre sete e dezoito anos incompletos. Os valores variam entre R$ 20 e R$ 50, proporcionando um suporte financeiro adicional.

Esses benefícios complementares reforçam o compromisso do programa Bolsa Família em ampliar a renda das famílias em situação de vulnerabilidade, buscando melhorar suas condições de vida e promover uma maior equidade social.