Pular para o conteúdo

Aposentados do INSS não receberão o 13º em dezembro; compreenda a situação

INSS

Diferentemente dos empregados formais, que geralmente recebem o 13º salário nos últimos meses do ano, os aposentados do INSS não são contemplados com esse benefício nesse período.

Em 2023, a antecipação ocorreu nos meses de maio, junho e julho, eliminando a perspectiva de um valor adicional a ser pago em dezembro.

INSS

Desde o início da pandemia da Covid-19, os beneficiários do INSS têm sido contemplados com a antecipação do 13º salário.

Essa medida, inicialmente implementada como uma ação emergencial para amparar esse grupo excluído da folha de pagamento de outros benefícios durante o auge da pandemia, tem sido bem-sucedida ao longo dos anos, incluindo 2023.

O cronograma de pagamento do 13º salário do INSS, que ocorreu entre 25 de maio e 7 de julho, distribuiu cerca de R$ 62,6 bilhões a cerca de 30 milhões de aposentados do INSS.

Entretanto, neste mês de novembro, uma particularidade se apresenta: o 13º salário do INSS será destinado exclusivamente àqueles que não foram contemplados com a antecipação.

Além disso, o método de pagamento será diferente, uma vez que o grupo que está agora recebendo terá direito a apenas uma parcela.

O pagamento convencional do 13º salário ocorre em duas parcelas, cada uma representando 50% do valor, distribuídas ao longo de dois meses.

Contudo, para aqueles que já receberam antecipadamente entre maio e julho, a distribuição do pagamento foi realizada de forma mensal.

Neste mês de novembro, aqueles que começaram a receber a aposentadoria após maio receberão o 13º em uma única parcela.

O 13º salário, uma bonificação de fim de ano garantida pela Lei 4.090 no Brasil, é assegurado não apenas aos profissionais contratados sob o regime da CLT, mas também a outras classes, como aposentados e pensionistas do INSS, jovens aprendizes, colaboradoras em licença maternidade, trabalhadores dispensados sem justa causa e pessoas que recebem auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão.

O valor do 13º salário varia de acordo com a receita individual de cada pessoa e o período em que ela recebe o benefício previdenciário, sendo calculado pela divisão do salário mensal por 12 e multiplicação pelo número de meses em que a pessoa é beneficiária.

Início Hoje (22) da Atualização Cadastral no Cadastro Único: Confira o Passo a Passo

O pagamento do 13º salário para aposentados do INSS é um tema relevante, pois envolve uma parcela significativa da população brasileira. Vamos explorar alguns aspectos adicionais sobre esse assunto.

A antecipação do 13º salário para os aposentados do INSS, iniciada durante a pandemia da Covid-19, foi uma medida crucial para proporcionar suporte financeiro a esse grupo, considerando que muitos estavam em situação de vulnerabilidade.

A decisão de antecipar o benefício para os meses de maio, junho e julho demonstrou ser eficaz na injeção de recursos na economia e no amparo aos aposentados.

A mudança no método de pagamento em novembro, destinando a bonificação apenas àqueles que não foram contemplados com a antecipação, reflete uma abordagem mais seletiva e visa atender às necessidades específicas desse grupo.

A opção por uma única parcela para os beneficiários que começaram a receber a aposentadoria após maio representa uma adaptação para garantir que todos os aposentados possam desfrutar do 13º salário, mesmo em circunstâncias diferenciadas.

É importante destacar que o 13º salário não é apenas uma tradição cultural, mas uma obrigação legal no Brasil. A Lei 4.090 assegura não apenas aos trabalhadores formais sob o regime da CLT, mas também a outros segmentos, como aposentados, jovens aprendizes, gestantes em licença maternidade, entre outros.

Essa medida contribui para a redistribuição de renda e para o fortalecimento do poder de compra desses grupos.

Além disso, a variação do valor do 13º salário de acordo com a receita individual de cada pessoa destaca a importância de personalizar o benefício de acordo com as necessidades específicas de cada beneficiário.

O cálculo simples, baseado na divisão do salário mensal por 12 e multiplicação pelo número de meses em que a pessoa é beneficiária, permite uma abordagem equitativa na distribuição desse recurso adicional.

Em resumo, o pagamento do 13º salário para aposentados do INSS não apenas representa um aspecto financeiro relevante para os beneficiários, mas também reflete a sensibilidade do governo em adaptar medidas para atender às demandas específicas desse grupo, especialmente em tempos de desafios econômicos e sociais.

Acesse: Meu Bolsa Família