×

Aumento no desconto dos salários para contribuição ao INSS

INSS

Aumento no desconto dos salários para contribuição ao INSS

Aumento no desconto dos salários para contribuição ao INSS. No dia 1º de maio, o governo anunciou um reajuste no valor do salário mínimo, que passou de R$ 1.302,00 para R$ 1.320,00.

Com essa alteração, a contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que é descontada do salário dos trabalhadores, sofrerá mudanças a partir deste mês de junho.

A tabela de contribuição ao INSS varia de acordo com o salário recebido, com uma alíquota mínima de 7,5% e podendo chegar a até 14% para aqueles que estão empregados de acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Além disso, os servidores públicos possuem uma tabela progressiva, com alíquotas superiores a 14%.

Também houve uma alteração na contribuição do Microempreendedor Individual (MEI), que agora pagará mensalmente 5% do salário mínimo, ou seja, R$ 66,00, além dos tributos cobrados dessa categoria.

O pagamento da contribuição é feito por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).

Tabela de contribuição do INSS

Em virtude do reajuste no salário mínimo, haverá uma pequena alteração no valor descontado para o INSS.

Por exemplo, um trabalhador que recebe um salário mínimo pagará R$ 1,35 a mais, passando de R$ 97,65 para R$ 99,00.

Veja como ficam as demais alíquotas:

Salário (R$) Alíquota progressiva (%)
Até R$ 1.320,00 7,5%
De R$ 1.320,01 até R$ 2.571,29 9%
De 2.571,30 até 3.856,94 12%
De 3.856,95 até 7.507,49 14%
Fonte: INSS

É importante lembrar que essas alíquotas são aplicadas aos trabalhadores regidos pela CLT. Já os servidores públicos possuem uma tabela progressiva, com alíquotas superiores a 14%.

Essas informações são referentes ao período atual e estão sujeitas a alterações futuras. É sempre recomendado verificar as atualizações junto aos órgãos competentes.

Aqueles que contribuem como facultativos ou autônomos têm diferentes alíquotas de contribuição ao INSS, sendo 11% ou 20%.

A partir deste mês, os valores a serem pagos serão, respectivamente, R$ 145,20 e R$ 264,00. Por outro lado, as donas de casa de baixa renda contribuem com 5%, ou seja, R$ 66,00.

Como consultar as contribuições ao INSS

Para realizar a consulta das contribuições feitas ao INSS, siga os passos simples abaixo:

  1. Abra o aplicativo Meu INSS, disponível para Android e iOS.
  2. Clique em “Entrar com gov.br”.
  3. Informe o número do CPF e clique em “Continuar”.
  4. Insira sua senha e clique em “Entrar”.
  5. Localize a seção “Para Você”.
  6. Selecione a opção “Extrato de Contribuição (CNIS)”.
  7. Clique em “Baixar PDF” para fazer o download do arquivo.

Dessa forma, você poderá acessar e consultar suas contribuições ao INSS de maneira rápida e conveniente.

Atenção aposentados do INSS: Dicas importantes para declarar o Imposto de Renda 2023

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é uma autarquia federal responsável pela administração e pagamento dos benefícios previdenciários no Brasil.

É um órgão vinculado ao Ministério da Economia e tem como objetivo garantir a seguridade social aos trabalhadores e seus dependentes.

A contribuição ao INSS é obrigatória para a maioria dos trabalhadores brasileiros e é realizada mensalmente.

Essa contribuição é feita de forma descontada diretamente do salário do trabalhador, com base em uma tabela de alíquotas que varia de acordo com o valor recebido.

Além dos trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), existem outras categorias que também contribuem para o INSS.

Entre elas estão os autônomos, facultativos, empregados domésticos, contribuintes individuais, entre outros. Cada categoria possui uma alíquota específica de contribuição.

É importante destacar que o INSS não se limita apenas ao pagamento de aposentadorias. O instituto também é responsável pelo pagamento de outros benefícios, como auxílio-doença, auxílio-maternidade, pensão por morte, salário-maternidade, entre outros.

A consulta às contribuições feitas ao INSS é fundamental para acompanhar o histórico de pagamentos, verificar a regularidade das contribuições e também para o planejamento da aposentadoria.

Por meio do aplicativo Meu INSS, os segurados podem acessar o extrato de contribuição (CNIS) de forma simples e prática.

É sempre importante estar atento às informações sobre a contribuição ao INSS, pois as regras podem sofrer alterações ao longo do tempo.

Recomenda-se buscar orientações atualizadas junto ao INSS ou profissionais especializados em previdência social.