Pular para o conteúdo

Aumento salarial para trabalhadores que ganham acima de dois salários mínimos; saiba mais

Aumento salarial

Aumento salarial para trabalhadores que ganham acima de dois salários mínimos; saiba mais. No dia 1º de maio, o governo anunciou o aumento da faixa de isenção do Imposto de Renda para Pessoa Física (IRPF), passando de R$ 1.903,98 para R$ 2.112,00.

Além disso, foi divulgado um desconto adicional de R$ 528,00 na fonte, totalizando R$ 2.640,00 de isenção tributária.

De acordo com cálculos realizados pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco), o impacto da mudança sobre as folhas de pagamento já terá início neste mês.

Trabalhadores que recebem acima de dois salários mínimos (R$ 2.400,00) terão um acréscimo de R$ 15,60 no pagamento mensal líquido.

Aumento no salário dos trabalhadores

O presidente da Unafisco, Mauro Silva, afirmou ao g1 que os repasses realizados no final deste mês de maio já incluirão a diferença no valor, visto que a medida provisória que prevê a ampliação da faixa passou a valer imediatamente.

Embora a mudança tenha sido feita somente na faixa de isenção, ocorre um efeito cascata que afeta igualmente todas as faixas. No entanto, segundo Silva, os efeitos do reajuste são muito pequenos.

Salário mínimo não cobre custo da cesta básica; estudo revela valor ideal do piso salarial

Reajuste na tabela de isenção do Imposto de Renda

Veja como era a tabela de isenção do Imposto de Renda antes e depois do reajuste:

Base de cálculo (Sem reajuste) Alíquota Parcela a deduzir Base de cálculo (Após reajuste em maio de 2023) Alíquota Parcela a deduzir
Até R$ 1.903,98 Isento Até R$ 2.112,00 Isento
Entre R$ 1.903,99 e R$ 2.826,65 7,5% R$ 142,80 Entre R$ 2.112,01 e R$ 2.826,66 7,5% R$ 158,40
Entre 2.826,66 e R$ 3.751,05 15% R$ 354,80 Entre R$ 2.826,67 e R$ 3.751,06 15% R$ 370,40
Entre 3.751,06 e R$ 4.664,68 22,5% R$ 636,13 Entre R$ 3.751,07 e R$ 4.664,68 22,5% R$ 651,73
Acima de R$ 4.664,68 27,5% R$ 869,36 Acima de R$ 4.664,68 27,5% R$ 884,96
Fonte: Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco)

Antes do reajuste, a tabela de isenção do Imposto de Renda para Pessoa Física (IRPF) era a seguinte:

  • Até R$ 1.903,98: isento
  • De R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65: alíquota de 7,5%
  • De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05: alíquota de 15%
  • De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68: alíquota de 22,5%
  • Acima de R$ 4.664,68: alíquota de 27,5%

Já após o reajuste anunciado pelo governo em maio de 2023, a nova tabela ficou assim:

  • Até R$ 2.112,00: isento
  • De R$ 2.112,01 até R$ 3.137,55: alíquota de 7,5%
  • De R$ 3.137,56 até R$ 4.163,00: alíquota de 15%
  • De R$ 4.163,01 até R$ 5.189,50: alíquota de 22,5%
  • Acima de R$ 5.189,50: alíquota de 27,5%

A mudança na tabela de isenção do Imposto de Renda para Pessoa Física (IRPF) resultou em um aumento na faixa de isenção e uma redução das alíquotas aplicadas nas demais faixas.

Com isso, mais trabalhadores brasileiros passaram a ficar isentos do imposto ou a pagar uma alíquota menor.

Segundo estimativas da Receita Federal, a medida deve beneficiar cerca de 10 milhões de contribuintes, com um impacto positivo de aproximadamente R$ 2,5 bilhões na economia.

No entanto, especialistas apontam que os efeitos do reajuste sobre a renda da população são limitados, uma vez que o aumento na faixa de isenção e a redução das alíquotas são relativamente modestos.

Se você achou este artigo interessante e informativo, compartilhe com seus amigos e familiares para que mais pessoas possam se beneficiar dessa informação.

Compartilhar conhecimento é uma forma de ajudar aqueles ao nosso redor a tomar decisões mais conscientes e informadas.

Além disso, ao compartilhar este artigo, você contribui para a disseminação de informações precisas e confiáveis sobre questões econômicas importantes para o país.

Então, não perca a oportunidade de fazer a diferença e compartilhe agora mesmo!