Auxílio Brasil libera nova lista de aprovados para novembro

Auxílio Brasil libera nova lista de aprovados para novembro – Confira

Para receber o valor de R$ 600 do Auxílio Brasil, o beneficiário deve atender aos requisitos mínimos estabelecidos pelo programa.

Primeiramente, o interessado deve estar cadastrado e atualizado no Cadastro Único (CadÚnico). Além disso, as famílias devem cumprir os requisitos estabelecidos para pobreza e pobreza extrema.

Para permanecer na linha da pobreza, as mulheres devem ter uma renda familiar per capita entre 105,1 e 210 rublos e ter filhos, adolescentes de até 21 anos e/ou gestantes como parte da estrutura familiar. Na extrema pobreza, a renda familiar por pessoa é de R$ 105.

Em novembro, uma nova lista de aprovados foi publicada e as famílias aprovadas receberão os benefícios. Para verificar a aprovação, o beneficiário pode acessar o aplicativo Auxílio Brasil, disponível para iOS e Android.

O aplicativo do Auxílio Brasil

Informações cadastrais, status e parcelas podem ser acessadas pelo próprio aplicativo Auxílio Brasil, que requer login com CPF.

Entenda a seguir o que cada ícone da plataforma significa:

  • Parcela pendente (ícone azul): A parcela pendente resultante do saque sem a conclusão da transação por falha do sistema;
  • Parcela paga (ícone cinza): indica que o pagamento mais recente já foi creditado na conta e o próximo pagamento pode ser verificado no calendário;
  • Parcela cancelada (ícone vermelho): para mais informações, procure o órgão gestor do Auxílio Brasil em seu município;
  • Parcela bloqueada (ícone amarelo): para mais informações, procure o órgão gestor do Auxílio Brasil em seu município;
  • Parcela liberada (ícone verde): significa que a parcela está disponível para pagamento a partir da data indicada no calendário de pagamentos, de acordo com o último dígito do NIS.

Como participar do Auxílio Brasil em novembro?

Para receber ajuda em novembro, três grupos específicos precisam atualizar seu Cadastro Único. São eles:

  • Cadastro atualizado, mas com divergência: essencial para famílias com renda per capita mensal entre R$ 210,01 e R$ 606,00 e mesmo que seu cadastro esteja em dia, há algumas discrepâncias nos dados informados ao governo. Válido por seis meses;
  • Cadastro desatualizado: voltado para famílias com renda per capita de R$ 606,01 que discordam do Cadastro Único há pelo menos um mês;
  • Pessoas que atualizaram os dados em 2016 ou 2017: neste caso, os dados devem ser atualizados até 14 de novembro.
%d blogueiros gostam disto: