Auxílio Brasil

Auxílio Brasil: Veja o que acontece se o beneficiário consegui emprego

Falta pouco para o aniversário de um ano do Auxílio Brasil. No entanto, muitos indivíduos ainda têm preocupações em relação ao projeto social. Uma das principais questões em torno do Auxílio Brasil é o emprego.

Considerando que os beneficiários consigam trabalho formalmente, como isso afeta sua situação no programa?

Ao contrário do que a maioria dos usuários pensa, simplesmente entrar no mercado de trabalho não é um empecilho para o acesso aos benefícios sociais.

O que os cidadãos realmente precisam prestar atenção é a renda per capita. Existe um limite que não pode ser ultrapassado em hipótese alguma.

Isso significa que um cidadão pode continuar recebendo o Auxílio Brasil, mesmo depois de começar a trabalhar formalmente, desde que a renda familiar per capita não ultrapasse o limite permitido pelo plano social.

Abaixo estão algumas situações que podem acontecer com qualquer usuário.

Veja se você se encaixa em alguma delas.

As situações

  • Situação 1

Por exemplo, imagine que um cidadão que faz parte do Auxílio Brasil do governo federal consegue um emprego e mesmo após receber seu salário sua renda per capita é inferior a 210 reais.

projeto e manter o seu emprego. Estes são mais comuns em famílias maiores. O elevado número de membros desempregados reduz a renda per capita.

  • Ultrapassei a renda, mas…

Há também uma segunda situação. Imagine que o usuário conseguiu um emprego e sua renda aumentou para cerca de 210 a 525 reais.

Nesse caso, a pessoa será removida do programa, mas não imediatamente. Entra no chamado período de transição. Ela recebe o restante do subsídio pelos próximos dois anos, até o corte.

  • Renda per capita maior do que R$ 525

Se um usuário do Auxílio Brasil conseguir um emprego e sua renda per capita ultrapassar R$ 525, ele não poderá continuar trabalhando em projetos sociais.

O Departamento de Cidadania identificará os registros de emprego e cancelará imediatamente os pagamentos do programa social, pois entende que o cidadão não precisa mais de assistência emergencial.

O que mudou em relação ao antigo Bolsa Família?

No entanto, a verdade é que as regras permanentes do Bolsa Família e do Auxílio Brasil são basicamente as mesmas. No programa antigo, os cidadãos podiam continuar recebendo seu saldo por um período de tempo, mesmo que encontrassem um emprego.

A principal diferença entre os dois é o limite de renda per capita. No caso do Bolsa Família, o limite máximo é de 178 reais, enquanto no atual Auxílio Brasil, o limite máximo é de 210 reais em todos os casos.

Desatualização também gera cortes no Auxílio Brasil

Vale lembrar que encontrar trabalho e aumentar a renda per capita não são os únicos fatores que podem causar um bloqueio em Osirio, Brasil. A falta de atualizações no CadÚnico também interfere nessa questão.

O Ministério da Cidadania alertou que os usuários do Auxílio Brasil precisariam atualizar seus sistemas CadÚnico pelo menos a cada dois anos. De qualquer forma, uma dica geral é atualizar a lista sempre que sua estrutura familiar mudar.

%d blogueiros gostam disto: