Auxílio-doença 2021: INSS muda regra para liberar benefício. Entenda

Aqueles que precisavam de auxílio-doença antes da pandemia de covid-19 precisavam de perícia médica do INSS para obter os benefícios, mas agora o pagamento pode ser feito por meio de atestado médico.

Essa medida visa evitar o acúmulo e a fila de espera dos órgãos de previdência. O interessado agora só precisa anexar um atestado médico ao pedido de benefício para comprovar que não pode continuar trabalhando por motivo de doença.

Como pedir auxílio-doença agora?

Todo o processo de inscrição deve ser realizado online na plataforma Meu INSS. Basta fazer login em sua conta (criar uma conta se ainda não tiver uma) e solicitar o mesmo subsídio de doença que o subsídio de invalidez temporária.

Importante: Mesmo após o envio do atestado médico por Meu INSS, o INSS ainda pode considerar necessária a realização de uma avaliação presencial, neste caso, o segurado terá 7 dias para providenciar a vistoria.

No entanto, se o interessado deixar de cumprir a tarefa no prazo, o auxílio-doença não pode ser dispensado pelo instituto e só pode entrar com a ação judicial.

Além do auxílio-doença que não exige mais perícia médica, ocorreu outra mudança, exigindo o auxílio parcelamento contínuo (BPC) .Pessoas com deficiência não precisam mais se cadastrar em um cadastro único (CadÚnico) para receber esse auxílio.

Veja Mais: Aposentados do INSS pode aumentar o valor da aposentadoria em 2021- Entenda

%d blogueiros gostam disto: