Pular para o conteúdo

Avaliação de Beneficiários do Bolsa Família para Agosto: Confira a Lista de Selecionados

Bolsa Família

O Congresso Nacional aprovou, no final de junho, a Medida Provisória do Bolsa Família, que implementa novas regras para o benefício de transferência de renda.

Uma delas é o corte do benefício para os beneficiários que possuem renda per capita acima do limite definido pelo programa.

A Regra de Proteção assegura que as famílias beneficiárias com renda superior a R$ 218 continuem recebendo o Bolsa Família, porém, nesse caso, o valor será reduzido em 50%.

Por exemplo, uma família que teria direito a receber R$ 600 de parcela regular, passará a receber apenas R$ 300.

Essa medida do Governo Federal tem como objetivo proporcionar segurança financeira às famílias beneficiárias do programa, incentivando-as a buscarem a independência financeira.

Dessa forma, caso a família volte a ter uma renda per capita dentro dos critérios, voltará a receber o Bolsa Família normalmente.

No entanto, é importante ressaltar que a Regra de Proteção será aplicada apenas por até dois anos. Após esse período, as famílias beneficiárias que ainda possuírem renda per capita elevada serão desligadas do programa de transferência de renda.

Ademais, é fundamental informar que as famílias que ultrapassarem o limite de renda mensal de R$ 660 por pessoa serão automaticamente desligadas do programa de transferência de renda.

Essa nova regra já está em vigor desde o mês de julho, portanto, os beneficiários devem ficar atentos ao repasse do mês de agosto.

Novos bloqueios do Bolsa Família

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social (MDS) anunciou o restabelecimento das regras condicionais do programa Bolsa Família.

Embora as regras tivessem sido retomadas em março, houve uma interrupção nos meses de maio e junho. Entretanto, após as mudanças implementadas em junho, as regras voltaram a ser exigidas.

No mês de julho, os beneficiários que não estavam cumprindo as regras condicionais do Bolsa Família foram notificados sobre a importância de mantê-las em dia.

Famílias que estiverem descumprindo os critérios condicionais correm o risco de ter o benefício bloqueado, e em casos mais graves, podem ser desligadas do programa de transferência de renda. Veja a mensagem enviada aos beneficiários do Bolsa Família:

Mensagem do Bolsa Família: Condicionalidades – Advertência: alguém da sua família faltou a escola mais que o permitido em abril ou maio de 2023. Evite o bloqueio do seu benefício. Crianças a partir de 4 anos e adolescentes devem frequentar a escola. Se quiser apresentar justificativa ou acha que houve algum erro, procure o setor do Bolsa Família da sua Cidade.”

Aplicativo Bolsa Família

É fundamental ressaltar que, no caso de bloqueio por descumprimento das regras condicionais, as famílias beneficiárias não terão direito a receber parcelas retroativas do benefício.

Além disso, o bloqueio pode ter duração de até dois meses. Portanto, é essencial estar ciente das regras condicionais do Bolsa Família, as quais são apresentadas a seguir:

  1. O responsável deve garantir que crianças de 4 a 5 anos frequentem a escola com uma taxa mínima de 60% de assiduidade;
  2. O responsável deve assegurar que crianças e adolescentes de 6 a 18 anos frequentem a escola com uma taxa mínima de 75% de assiduidade;
  3. É necessário realizar o acompanhamento nutricional (peso e altura) das crianças com até seis anos de idade;
  4. O responsável deve manter a carteira de vacinação de todos os membros da família atualizada;
  5. Gestantes devem realizar o acompanhamento pré-natal de forma regular.

O cumprimento dessas regras condicionais é fundamental para garantir a continuidade do benefício do Bolsa Família e para o desenvolvimento saudável e educacional das crianças e adolescentes envolvidos.

Mantendo-se em dia com as exigências do programa, as famílias beneficiárias poderão usufruir de forma mais estável desse importante apoio governam

Calendário do Bolsa Família de julho

A Caixa Econômica Federal (CEF) tem efetuado os repasses do Bolsa Família desde a semana passada, seguindo o calendário oficial estabelecido pela instituição financeira.

Esse calendário é escalonado de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do Responsável Familiar.

Nesta terça-feira, serão contemplados os segurados cujo NIS termina em 6. Abaixo, segue o calendário completo:

Bolsa Família: Veja se você está entre os CPFs contemplados para receber adicional de R$ 300

Calendário de Pagamentos do Bolsa Família:

  • NIS de final 1: dia 18 de julho;
  • NIS de final 2: dia 19 de julho;
  • NIS de final 3: dia 20 de julho;
  • NIS de final 4: dia 21 de julho;
  • NIS de final 5: dia 24 de julho (antecipado para o sábado 22);
  • NIS de final 6: dia 25 de julho;
  • NIS de final 7: dia 26 de julho;
  • NIS de final 8: dia 27 de julho;
  • NIS de final 9: dia 28 de julho;
  • NIS de final 0: dia 31 de julho (antecipado para o sábado 29).

É fundamental que os beneficiários estejam atentos ao calendário para receberem seus pagamentos no dia correto e não enfrentarem qualquer contratempo financeiro.

A Caixa Econômica Federal reforça a importância de seguir o cronograma estabelecido para garantir o acesso ao auxílio do Bolsa Família de forma organizada e eficiente.