Banco Inter

Banco Inter vai liberar o consignado do Auxílio Brasil? Confira

Os beneficiários do programa Auxílio Brasil têm muita dor de cabeça na hora de contratar o crédito consignado.

Embora o Governo tenha prometido que a liberação começaria nos primeiros dias de setembro, ainda não há informações definitivas sobre o seu funcionamento. No entanto, o Banco Inter já informou que não dará crédito para a modalidade.

Os representantes do ministério da cidadania afirmaram que a ideia do governo é fixar um teto em 2,14% ao mês, ou 24,88% ao ano, o mesmo para os aposentados e pensionistas do INSS.

No entanto, a maioria dos bancos quer operar com taxas mais altas. Como resultado, os tipos de empréstimo ainda estão bloqueados e grandes bancos como o Inter estão deixando de operar nesse modelo.

As famílias podem cobrir até 40% do valor do benefício, atualmente de R$ 600 (já que o benefício adicional pago até dezembro é de R$ 200).

Por isso, há um certo receio entre os bancos em participar do esquema, já que o governo não vai criar uma garantia sem pagar as parcelas. A legislação também isenta a união de qualquer responsabilidade de empréstimos ao público.

Situação dos bancos com o empréstimo consignado?

Muitas instituições financeiras não estão interessadas na liberação da consignação do Auxílio Brasil devido à falta de garantias do governo federal.

Os bancos, por outro lado, pretendem insistir no pré-registro de crédito com juros de até 80% ao ano, o que tem sido chamado de abuso de poder por entidades que protegem grupos vulneráveis. Portanto, na ausência de recursos realmente necessários, o padrão continua.

Em seguida a decisão de alguns bancos está destacada:

  • Bancos que não vão participar: Nubank, Santander, Bradesco, Itaú, Banco, Inter, C6 Bank e Sicoob;
  • Bancos que estão avaliando a participação: Banco do Brasil, Safra (suspendeu pré-contratos), PicPay;
  • Bancos que confirmaram participação: Caixa, Banco Pan, Agibank, BMG e Crefisa.
%d blogueiros gostam disto: