Bancos digitais

Bancos digitais avança na rotina de milhares de brasileiros

Em tempos de isolamento social, novos hábitos que as pessoas desenvolvem têm acelerado a participação dos bancos digitais brasileiros.

Apesar da forte solidez financeira e da alta concentração de instituições tradicionais, essas novidades estão renovando o sistema financeiro nacional, e o sistema financeiro nacional vem ganhando cada vez mais concorrência.

Sem grandes taxas ou agências bancárias, algumas pessoas conseguiram dobrar sua base de clientes durante a pandemia e ganhar pelo menos três anos de competição local para ganhar maior influência.

Levantamento realizado pelo Laboratório UBS Evidência mostra que, até 2020, a participação de novos players que baixam apps superará pela primeira vez a de instituições tradicionais. Em 2019, a taxa de participação do maior banco era de 52% e a taxa de participação do novo banco era de 48%. No ano passado, essa situação foi revertida, com a taxa de participação dos bancos digitais chegando a 52%.

O analista do UBS (UBS) Thiago Batista calculou que “estimamos que o país tenha hoje mais de 60 milhões de contas digitais e não acreditamos que o número da Caixa esteja sendo usado para pagar equipes de resgate”.

Em sua opinião, a pandemia fez com que muitas pessoas com falta de confiança nos sistemas digitais (por exemplo, idosos) usassem esses bancos na Internet. “Hoje vi que essa medida não valeu a pena.

Não importa quem comece a usar, não vai parar. No entanto, parece que muitos consumidores (39%) ainda não utilizaram os serviços financeiros prestados por empresas fora do setor e alguns até afirmam que estão a pensar em alternativas (7%).

29% dos entrevistados já têm experiência no uso de e-wallets ou e-wallets. Mais informações: O número de usuários de banco digital no Brasil mais do que dobrou desde 2019 2020

Cláudio Sertório, sócio-chefe da consultoria de serviços financeiros da KPMG em 2019, disse que uma das estratégias do banco para manter o ritmo de crescimento em 2021 é ampliar a oferta de produtos e fidelizar clientes.

Ele explicou que em circunstâncias normais, os jovens podem ter contas em mais de dois bancos digitais ao mesmo tempo e podem privá-los de uma experiência positiva ou negativa a qualquer momento.

Veja Mais: Guia da previdência social – GPS: Aprenda a preencher

 

%d blogueiros gostam disto: