×

Beneficiário do BPC pode conquistar uma renda extra neste final de ano; confira as oportunidades

BPC

Beneficiário do BPC pode conquistar uma renda extra neste final de ano; confira as oportunidades

O Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), não contempla vantagens como o 13º salário, deixando seus beneficiários sem esse benefício no final do ano. No entanto, uma nova oportunidade de renda extra surgiu recentemente para essas pessoas.

O BPC, de natureza assistencial, dispensa contribuições previdenciárias para pessoas com deficiência ou idosos terem acesso ao benefício.

Beneficiário do BPC pode conquistar uma renda extra neste final de ano; confira as oportunidades

BPC

Como resultado, não há direito ao 13º salário nem à pensão por morte para os dependentes. Contudo, em setembro deste ano, uma decisão inédita do Supremo Tribunal Federal (STF) abriu a possibilidade de os titulares do BPC obterem empréstimo consignado.

Com a aprovação do STF, os beneficiários do BPC podem solicitar empréstimos consignados em bancos, com desconto direto no benefício.

A margem consignável estabelece 30% para empréstimos pessoais e 5% para cartão de crédito (quando a fatura é consignada).

Além disso, a taxa de juros equivale ao que é cobrado de aposentados e pensionistas, com limite de 1,8% ao mês, e parcelamento em até 84 meses.

Importante destacar que essa decisão constitucional permite o desconto mensal de 30% no benefício, reduzindo-o de R$ 1.320 para R$ 924. Portanto, os titulares devem considerar essa redução ao optar por essa modalidade de renda extra.

Onde solicitar o empréstimo consignado do BPC? Para aproveitar essa chance de renda extra no final do ano, os titulares do BPC podem procurar bancos como Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Santander, C6 Bank, PicPay e Banco Mercantil.

Além dos bancos, algumas financeiras também oferecem esse serviço, sendo crucial buscar a instituição que apresente as melhores condições, especialmente no que diz respeito à taxa de juros.

Dessa forma, essa alternativa se configura como uma valiosa oportunidade para os titulares do Benefício de Prestação Continuada (BPC) conquistarem uma renda adicional ao final de 2023, especialmente considerando a ausência do 13º pagamento.

STF define prazo para regulamentação da licença-paternidade; saiba mais” parece mais preciso e claro

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é uma assistência social garantida pela Constituição Federal brasileira, destinada a pessoas com deficiência e idosos que não possuam meios de prover a própria subsistência ou de tê-la provida por sua família.

Esse benefício é vital para muitos brasileiros em situação de vulnerabilidade, proporcionando um suporte financeiro essencial.

Historicamente, os beneficiários do BPC enfrentavam a ausência do 13º salário, o que os colocava em uma posição desvantajosa em relação a outros segurados da Previdência Social.

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em permitir o acesso ao empréstimo consignado representa uma mudança significativa nesse cenário.

Ao possibilitar que os beneficiários do BPC solicitem empréstimos consignados, o STF abriu uma porta para uma renda extra, permitindo que essas pessoas enfrentem desafios financeiros de uma maneira mais flexível.

No entanto, é crucial que os titulares estejam cientes das condições e implicações dessa decisão, especialmente em relação à redução do benefício mensal devido aos descontos.

A opção de empréstimo consignado oferece aos beneficiários a oportunidade de acessar recursos financeiros de forma mais facilitada, com taxas de juros geralmente mais baixas em comparação com outras modalidades de empréstimos.

No entanto, é fundamental que os beneficiários avaliem cuidadosamente suas necessidades financeiras, garantindo que o empréstimo seja uma opção viável e que não comprometa excessivamente o orçamento mensal.

Os titulares do BPC devem estar atentos aos bancos e financeiras que oferecem o serviço de empréstimo consignado, comparando as condições oferecidas por diferentes instituições.

A escolha cuidadosa pode resultar em uma renda extra efetiva, enquanto uma decisão imprudente pode gerar encargos financeiros desnecessários.

Em resumo, a decisão do STF proporciona aos titulares do BPC uma alternativa inédita para complementar sua renda, mas é essencial que cada pessoa avalie as implicações financeiras antes de optar por essa modalidade de empréstimo.

O acesso a essa opção pode representar um alívio financeiro significativo para muitos beneficiários do BPC, contribuindo para a melhoria de sua qualidade de vida.

Acesse: Meu Bolsa Família