Pular para o conteúdo

Beneficiários do Bolsa Família JULHO: Confira quem receberá este mês!

Bolsa Família

O Bolsa Família referente ao mês de julho iniciou o pagamento a partir da última terça-feira (18). As parcelas já estão disponíveis nos diversos canais de consulta do programa, permitindo que os beneficiários verifiquem o valor que irão receber.

Neste comunicado, abordamos as informações importantes para aqueles que têm direito a este benefício.

Antes de tudo, é fundamental reforçar as regras gerais para participar do Bolsa Família. No que diz respeito à renda, os beneficiários devem ter uma renda per capita de até R$ 218. Além disso, é imprescindível manter o Cadastro Único sempre atualizado.

Durante este mês de julho, os beneficiários que não foram afetados pelo pente-fino do governo receberão suas parcelas de acordo com o calendário estabelecido pelo Bolsa Família. A seguir, apresentamos as datas completas do programa: [inserir aqui as datas do calendário.

Calendario Bolsa Familia 2023
Lista de aprovados no Bolsa Família JULHO: Todos que vão receber este mês 3

Consulta do Bolsa Família: como saber se vou receber?

O Portal Cidadão da Caixa oferece a possibilidade de visualizar tanto o valor total quanto o valor individual de cada benefício liberado.

Além do programa Bolsa Família, outros auxílios, como o Vale Gás e o abono salarial, também podem ser consultados na plataforma.

Para verificar suas informações, o beneficiário precisa acessar o site do Portal do Cidadão e fazer o login utilizando seu CPF.

A senha utilizada é a mesma cadastrada nos aplicativos, como o Caixa Trabalhador ou o Bolsa Família. Caso nunca tenha utilizado essas plataformas anteriormente, é necessário realizar um cadastro.

O site apresenta uma visão completa da situação do Bolsa Família do usuário, abrangendo desde parcelas liberadas para saque até aquelas que estão em análise.

Abaixo, detalhamos cada uma dessas situações:

  1. Ícone verde: parcela liberada para saque;
  2. Ícone amarelo: parcela bloqueada;
  3. Ícone azul escuro: parcela enviada para crédito;
  4. Ícone vermelho: parcela cancelada;
  5. Ícone cinza: parcela já foi paga;
  6. Ícone azul claro: parcela pendente.

Essas informações fornecem aos beneficiários um panorama claro e detalhado do status de seus benefícios, garantindo uma melhor compreensão e acompanhamento de suas situações financeiras.

Outras formas de consulta do Bolsa Família

Através da Central da Caixa, os beneficiários do Bolsa Família têm à disposição duas formas de contato para obter informações sobre o programa.

A primeira opção é ligar para o número 111, destinado ao atendimento exclusivo do programa pela Caixa.

Outra alternativa é utilizar o Atendimento ao Cidadão, em que o contato pode ser feito através do número 0800 726 02 07.

Para uma abordagem mais moderna e prática, a Caixa disponibiliza informações sobre o Caixa Tem e as datas de liberação do auxílio pelo WhatsApp.

Para acessar esse serviço, basta adicionar o número 0800 104 0104 à lista de contatos do beneficiário.

Além desses canais mencionados, existe o aplicativo do Bolsa Família, que oferece um processo de consulta simples e intuitivo.

Basta seguir o passo a passo abaixo:

  1. Baixe o aplicativo disponível na loja do seu celular;
  2. Realize o login utilizando seus dados do Bolsa Família;
  3. Clique na opção “Consulta”;
  4. Agora, você pode selecionar o que deseja consultar;
  5. No extrato oficial, estarão disponíveis informações detalhadas sobre os valores do benefício.

Essas diversas formas de acesso às informações facilitam a vida dos beneficiários, possibilitando o acompanhamento e o esclarecimento de dúvidas de maneira ágil e eficiente.

Bolsa Família: Contas do Caixa Tem bloqueadas; veja o que fazer

O Bolsa Família é um programa social brasileiro criado em 2003 que tem como objetivo combater a pobreza e a desigualdade no país, oferecendo auxílio financeiro às famílias em situação de vulnerabilidade.

O programa atende a milhões de famílias em todo o território nacional, promovendo um importante impacto social e econômico.

O benefício é destinado a famílias de baixa renda que se enquadram em determinados critérios de elegibilidade, como a comprovação de renda per capita de até R$ 178,00 e a presença de membros na família que se encaixem em faixas etárias específicas, como crianças, adolescentes, gestantes ou lactantes.

O valor do benefício varia de acordo com a composição familiar, a renda e a quantidade de integrantes elegíveis, podendo ser pago mensalmente em diferentes parcelas, conforme o calendário estabelecido pelo programa.

Para garantir que as famílias beneficiárias estejam devidamente cadastradas e atualizadas, o governo brasileiro realiza um acompanhamento periódico por meio do Cadastro Único, um sistema que reúne informações sobre a situação socioeconômica das famílias cadastradas em programas sociais.

Ao longo dos anos, o Bolsa Família tem sido amplamente reconhecido por sua contribuição no combate à pobreza e à fome, além de promover a inclusão social e educacional de crianças e adolescentes, incentivando a frequência escolar e a participação em programas de saúde e educação.

É importante mencionar que o programa é apenas uma das iniciativas do governo brasileiro no âmbito das políticas sociais, que também incluem outras ações para o desenvolvimento e amparo de grupos vulneráveis da população.

As diversas formas de acesso às informações sobre o Bolsa Família, como a Central da Caixa, o Atendimento ao Cidadão, o WhatsApp da Caixa e o aplicativo do programa, têm se mostrado fundamentais para facilitar o acesso dos beneficiários aos serviços e orientações, garantindo assim que o auxílio chegue de forma mais eficiente e célere às famílias que dele necessitam.