×

Benefícios sociais sofrem aumento com o novo salário mínimo de R$ 1.302

novo salário mínimo de R$ 1.302

Benefícios sociais sofrem aumento com o novo salário mínimo de R$ 1.302

O novo salário mínimo é de R$ 1.302, a partir do primeiro dia do ano novo. Até 2023, o salário mínimo (então R$ 1.212) aumentará R$ 90 ou 7,42%. Desta forma, o valor de vários serviços e bem-estar social com base na linha de fundo nacional também foi melhorado.

Abono salarial PIS/Pasep

É o caso do abono salarial PIS/Pasep, que é pago a trabalhadores dos setores público e privado que recebem em média até dois salários mínimos por mês por meio de carteira assinada.

O valor do abono salarial varia entre R$ 108,50 e R$ 1.302 após o aumento do salário mínimo. Este valor varia em função do número de meses trabalhados no ano anterior. Só receberá o valor máximo quem trabalhou por 12 meses em 2022.

No total, cerca de 23 milhões de trabalhadores brasileiros têm direito ao benefício.

Benefícios do INSS

Para quem recebe algum benefício do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), o pagamento do reajuste começa a partir do dia 25 de janeiro. Atualmente, mais de 37 milhões de brasileiros recebem algum benefício do INSS.

Para aqueles que recebem benefícios de salário mínimo, o cronograma de pagamento do valor ajustado começa em 25 de janeiro e segue até 7 de fevereiro.

Benefício de Prestação Continuada

Esse benefício, também conhecido como BPC, é pago aos idosos com mais de 65 anos e deficientes de baixa renda.

Para ter direito ao BPC, é necessário que sua renda seja de até meio salário mínimo por pessoa, que fica entre R$ 325,50 e R$ 651. Janeiro.

Seguro-desemprego

Para os trabalhadores regulares dispensados ​​sem justa causa, o valor do seguro-desemprego é calculado com base na média salarial dos três meses anteriores ao desligamento.

No entanto, o valor das parcelas recebidas não pode ser inferior ao salário mínimo vigente. Portanto, será de R$ 1.302 em 2023, com limite máximo de R$ 2.106,08.