Bolsa Família de R$600 – Veja o passo a passo para o cadastro no programa

Bolsa Família de R$600

O Bolsa Família é um programa de bem-estar social de longo prazo que oferece assistência financeira regular a famílias de baixa renda no Brasil.

Ele é projetado para fornecer um nível mínimo de renda para famílias em situação de pobreza ou quase pobreza e incentivá-las a enviar seus filhos à escola e a procurar atendimento médico.

Para se qualificar para o programa, as famílias devem atender a alguns critérios, como renda per capita e estar com crianças matriculada em uma escola ou programa de treinamento profissional.

Os beneficiários recebem um pagamento mensal que varia de acordo com o tamanho da família e outros fatores, o programa também inclui outros componentes, como um componente de segurança alimentar que fornece um pagamento mensal para as famílias comprarem alimentos.

O programa de transferência de renda tem conseguido reduzir a pobreza e melhorar os indicadores sociais no Brasil. No entanto, também tem enfrentado críticas por sua gestão administrativa e financeira, bem como por seu impacto nos mercados de trabalho e nos incentivos ao trabalho dos beneficiários.

Quem recebe o Auxílio Brasil deve refazer o cadastro?

Cerca de 21,13 milhões de famílias recebem o Auxilio Brasil, o que impossibilita o recadastramento. Dessa forma, quem já está cadastrado não precisará se cadastrar novamente.

Isso significa que, assim como aconteceu quando o Bolsa Família se tornou Auxílio Brasil, os beneficiários cadastrados no Auxílio Brasil devem automaticamente e sem problemas mudar para o Bolsa Família.

Ainda posso me cadastrar?

A resposta é sim. Os beneficiários que ainda não se inscreveram no Cadastro Único ainda podem se cadastrar. Porém, fique atento aos requisitos para obtenção do benefício.

Veja quais são eles a seguir:

  • Famílias com renda mensal de até meio salário-mínimo (R$ 660,00 em 2023) por pessoa;
  • Famílias com renda mensal total de até três salários-mínimos (R$ 3.960,00);
  • Famílias com renda superior a três salários mínimos, desde que seu cadastro esteja vinculado à inclusão em programas sociais das três esferas de governo;
  • Famílias unipessoais – pessoas que moram sozinhas;
  • Pessoas que vivem em situação de rua — sozinhas ou com a família.

Como fazer o cadastro no CadÚnico

A família que atende aos critérios, mas ainda não está cadastrada, pode fazer o pré-cadastro direto no app (disponível para Android e iOS).

Após o pré-cadastro, a família tem até 120 dias para levar os documentos dos familiares ao Centro de Assistência Social (CRAS) de sua cidade.

Também deve ser observado que a família deve selecionar uma Família Responsável (RF). Legalmente, essa pessoa será responsável pelo cadastramento de cada familiar e o benefício deverá ser depositado na conta em nome de RF.

O chefe do agregado familiar deve estar ligado ao agregado familiar, preferencialmente uma mulher, e deve ter pelo menos 16 anos de idade.

Documentos necessários para o cadastro

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade – RG;
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) – se a pessoa for indígena.
%d blogueiros gostam disto: