Bolsa Família: Veja previsão do governo para o valor do programa em 2021

O Bolsa Família é o programa básico de transferência de renda para milhares de famílias brasileiras. Em antecipação à resposta do próximo ano à pandemia de coronavírus, há muita especulação sobre o futuro desse benefício.

A previsão do governo federal é iniciar 2021 sem o auxílio emergencial, o que pode impactar a vida de trabalhadores do país que contaram como apoio financeiro durante a crise causada pelo vírus.

O fim do auxílio emergencial deve dar um novo destaque ao Bolsa Família, criado para atender famílias de baixa renda no Brasil.

Neste ano, o governo chegou a anunciar que estava planejando expandir o programa social e aumentar os valores pagos aos beneficiários.

Qual será o novo valor?

O governo federal planeja elevar o valor da bolsa família para R$ 200 no encerramento do auxilio emergencial.

No entanto, se as despesas previstas no orçamento não forem reduzidas, todos os movimentos serão impossíveis. Isso porque o governo não pode aumentar os gastos sem violar as regras de teto de gastos.

Em 2020, o Bolsa Família teve um repasse de 18% superior ao valor alocado ao plano em 2019. O Ministério da Cidadania pode usar este valor adicional para aumentar o número de famílias seguradas ou aumentar o valor atualmente pago.

Outros benefícios

É também uma oportunidade de incluir novos benefícios sociais no programa Bolsa Família. Estes seriam:

  • Auxílio-creche: R$ 52 mensais por criança;
  • Prêmio anual: R$ 200 para os melhores alunos;
  • Auxílio-creche: R$ 200 para as mães inscritas no Bolsa Família;
  • Bolsa para estudantes com os melhores desempenhos em ciência e tecnologia: R$ 100 mensais mais prêmio anual de R$ 1.000;
  • Bolsa para estudantes com os melhores desempenhos em atividades desportivas: R$ 100 mensais mais prêmio anual de R$ 1.000.

Veja mais: Beneficiários do auxílio emergencial terão acesso a empréstimo da Caixa

%d blogueiros gostam disto: