Bolsa Família vai pagar R$900 para beneficiários em 2023?

Bolsa Família

A equipe de transição do governo ajuda o presidente eleito e seus aliados no Congresso Nacional a elaborar uma Proposta de Emenda à Constituição. Essa Emenda libera recursos para que o presidente eleito pague R$ 150 a mais por família com filhos de até 6 anos.

O anúncio desse benefício adicional leva muitos beneficiários a acreditar que podem receber até R$ 900 por mês. Isso porque, por exemplo, famílias com dois filhos supostamente teriam direito a R$ 600 do novo Bolsa Família mais dois valores de benefício de R$ 150, ou seja, R$ 300 a mais por mês para dois filhos de até seis anos na família.

No entanto, o novo governo apenas disse que pagaria R$ 150 a mais, e as regras para pagar o valor extra ainda não foram divulgadas. Isso significa que ainda não se sabe se as famílias poderão receber duas ou mais parcelas do benefício adicional. Também não se sabe se seria R$ 150 a mais por filho ou por família, independentemente do número de filhos do grupo familiar.

Bolsa Família pode pagar R$900 para beneficiários?

Assim, embora o valor pareça óbvio, é preciso cautela, pois é impossível dizer se famílias atendidas pelo Auxílio Brasil com filhos de até seis anos poderiam receber mais de R$ 150 a mais no ano do Bolsa Família. próximo.

A única opção é esperar que novos governantes assumam seus cargos e esperar que sejam reveladas as novas regras do benefício, quando é possível entender quanto mais os beneficiários receberão.

Além disso, o novo governo já afirmou que para que as famílias do novo Bolsa Família recebam R$ 150 adicionais por filho até os seis anos de idade, será necessário atender às condições de saúde e educação exigidas pelo regulamento do o esquema.

Por isso, os beneficiários devem manter-se vigilantes e manter os filhos na escola, muitas vezes acima dos 80%, com as vacinas em dia, incluindo a vacina da covid-19.

Auxílio Brasil será Bolsa Família em 2023

Os planos do novo governo para o novo Bolsa Família no próximo ano focam em manter os atuais pagamentos de R$ 600 do Auxílio Brasil e pagar R$ 150 para famílias com filhos de até seis anos, garantindo a essas famílias até R$ 750 ou mais. no caso de abono de família adicional. O programa também deve reinspecionar e cruzar os dados para verificar se os requisitos de saúde e educação foram atendidos, para que os beneficiários sejam informados sobre isso.

A princípio, os beneficiários do atual Auxílio Brasil não precisarão tomar nenhuma providência para continuar recebendo o novo Bolsa Família em 2023, pois os mesmos beneficiários continuarão sendo atendidos e a transição será automática. No entanto, é sempre recomendável atualizar os dados informados ao Cadastro Único (CadÚnico) para evitar problemas relacionados a possíveis bloqueios.

Além disso, para que o governo possa fornecer recursos para o novo programa Bolsa Família em 2023, será necessário que a Assembleia Nacional aprove o texto da proposta de emenda constitucional conhecida como PEC transitória. A PEC está em tramitação e será votada nos próximos dias, mas é preciso gastar tempo, pois os legisladores vão adiar no próximo fim de semana.

%d blogueiros gostam disto: