cadunico

Cadastro Único libera Telefone Popular para grupo de beneficiários: veja como receber

Com o avanço da tecnologia, o telefone fixo perdeu seu papel na forma de fazer ligações. No entanto, ainda é uma forma de comunicação muito eficaz no interior do Brasil e muitas famílias não conseguem manter um plano telefonico. Por isso, o Programa Federal de Telefonia Popular pretende ajudar a oferecer esse serviço às famílias mais necessitadas.

Os grupos familiares cadastrados no CadÚnico poderão aderir a este serviço, devendo atualizar seus dados no portal do sistema há pelo menos dois anos.

Vale lembrar que as famílias ainda pagarão uma taxa pelo uso do serviço, mas graças ao Programa ela é reduzida. A mensalidade é descontada e custa aproximadamente R$ 15,00, valor que também pode variar de acordo com as taxas de cada estado e região onde a concessionária está prestada.

Regras

Como todo programa federal, algumas regras são necessárias para utilizá-lo e, segundo o próprio governo, “O Telefone Popular tem um período mensal não cumulativo de 90 minutos para fazer ligações locais para outros telefones fixos. Para fazer ligações locais sob a franquia de 90 minutos, ligações para celulares e ligações de longa distância nacionais e internacionais, você deve inserir seus créditos de Telefone Popular”.

Os beneficiários que desejam participar da Telefonia Popular devem entrar em contato com a empresa de telecomunicações que atua na região e devem trazer documentos como:

  • Número de Identificação Social (NIS);
  • CPF.;
  • No caso de não ter o CPF no Cadastro Único, a pessoa precisa também informar o Título de Eleitor;
  • Se as beneficiários forem indígenas, precisam apresentar o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI).

Após o preenchimento das informações acima, a concessionária verificará no banco de dados do CadÚnico se a pessoa pode utilizar o serviço de Telefonia Popular. As concessionárias informam que o tempo de resposta e instalação é de até 7 dias.

%d blogueiros gostam disto: