CAIXA começou a pagar auxílio emergencial para ESTE grupo em 2021; veja se você esta nele

O Ministério da Cidadania, responsável pelos pagamentos do auxílio emergencial, disponibilizou um novo lote remanescente de benefícios para um total de 22.233 pessoas. Um total de quatro grupos receberão o pagamento.

O novo cronograma de pagamento e retirada de benefícios foi divulgado por meio da Portaria nº 606 do Diário Oficial da União.

Entre os beneficiários, 12 mil pessoas aguardavam o pagamento e seus pedidos foram reavaliados em janeiro deste ano.

O pagamento será feito para os nascidos de janeiro a dezembro na poupança digital e poderá ser sacado nas casas lotéricas e nas agências da Caixa Econômica Federal.

Além disso, 371 brasileiros que tiveram seus benefícios reavaliados em janeiro vão receber R $ 300 de auxílio. Outros 9.000 beneficiários que não receberam nenhuma parcela adicional de R $ 300 poderão sacar o valor integral imediatamente, em parcelas que variam de seis a nove.

O pagamento também será feito a 561 cidadãos que contestaram a recusa do governo em pagar o benefício residual em 17-26 de dezembro de 2020.

Confira mais de 20 benefícios que você poderá receber após o fim do auxílio

O governo federal ainda não confirmou o desembolso da ajuda emergencial para este ano de 2021. Dessa forma, os desamparados poderão procurar outros meios para conseguir o sustento.

O governo federal emitiu uma série de programas sociais para mitigar o impacto financeiro da pandemia de coronavírus .

Uma das principais ferramentas para a implementação de programas assistenciais no país é o Cadastro Único, também conhecido como CadÚnico.

Por meio do cadastro único, estados e municípios têm acesso às informações dos cidadãos, para que possam conhecer melhor a realidade socioeconômica de cada região.

No cadastro, além da identidade de cada membro da família, são registradas informações sobre residência, escolaridade, situação profissional e renda.

Por meio do CadÚnico, você pode ingressar em pelo menos 22 programas sociais. São eles:

  • Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda
  • Tarifa Social de Energia Elétrica
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC)
  • Programa Minha Casa Minha Vida
  • Carteira do Idoso
  • Bolsa Família
  • Telefone Popular
  • Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos
  • Programas Cisterna
  • Água para Todos
  • Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental)
  • Bolsa Estiagem
  • Fomento às Atividades Produtivas Rurais/ Assistência Técnica e Extensão Rural
  • Programa Nacional de Reforma Agrária
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário
  • Crédito Instalação
  • ENEM
  • Serviços Assistenciais
  • Programa Brasil Alfabetizado
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti)
  • Identidade Jovem (ID Jovem)
  • Carta Social

Neste ano, os dados do Cadastro Único também foram usados ​​para garantir o acesso ao auxilio emergencial, criado pelo governo para auxiliar os trabalhadores informais cuja renda foi prejudicada pela pandemia do coronavírus.

Quem pode se cadastrar?

O principal requisito para o registro é a renda familiar. Cidadãos cuja renda mensal não ultrapasse meio salário mínimo por pessoa ou três vezes o salário mínimo total de todos os dependentes, podem se cadastrar no CadÚnico.

A pessoa deve procurar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS). Agentes do município, ligados às secretarias municipais de Ação Social também podem realizar a inscrição.

Para se cadastrar, o responsável, que completar 16 anos, deverá apresentar os documentos pessoais do familiar, como certidão de nascimento, certidão de casamento, CPF, RG, carteira de trabalho ou título de eleitor. As famílias indígenas e quilombolas também podem.

Veja mais: Divulgado calendário da prova de vida INSS 2021 por aplicativo biometria facial

%d blogueiros gostam disto: