CAIXA paga retroativo

CAIXA paga retroativo de até R$ 3.000 do Auxílio emergencial em 2022

Já estão liberadas para saque As novas parcelas do Auxílio Emergencial para 823,4 mil pais solteiros em situação de vulnerabilidade social.

O valor do benefício varia entre R$ 600 e R$ 3.000, conforme o período em que o cidadão passou a receber pelo programa emergencial. Confira as proporções abaixo:

  • Quem recebeu as 5 parcelas do Auxílio Emergencial (entre abril e agosto de 2020), tem direito mais R$ 3.000;
  • Quem recebeu a partir de maio de 2020 tem direito a R$ 2.400;
  • Quem recebeu a partir de junho de 2020 tem direito R$ 1.800;
  • Quem recebeu a partir de julho de 2020 tem direito a R$ 1.200;
  • Quem recebeu a partir de agosto de 2020 tem direito a R$ 600.

Para saber se você tem direito aos novos valores do programa, basta acessar o site da Dataprev e inserir alguns dados pessoais como seu nome, data de nascimento e nome da mãe.

Quando as novas parcelas do auxílio foram aprovados?

Até então, vale lembrar que, em 2020, apenas mulheres chefes de famílias monoparentais recebiam o dobro (1.200 reais) das cinco primeiras parcelas do auxílio emergencial.

Na época, pais solteiros na mesma situação recebiam uma cota simples de R$ 600. No entanto, em junho passado, o Congresso procurou estender o direito de gastar em dobro ao público masculino.

No entanto, a cota adicional só será emitida para provedores domiciliares monoparentais do sexo masculino cadastrados na plataforma digital do Auxílio Emergencial até 2 de julho de 2020, data limite para o cadastro do auxílio.

Quem pode receber a cota extra do Auxílio?

Para ter acesso ao benefício, será analisado:

  • Público do Cadúnico e Auxílio Brasil (Bolsa Família): se um dos pais solteiros estiver registrado como responsável pela família e tiver recebido o valor habitual do auxílio emergencial, se não houver cônjuge ou companheiro e se houver pelo menos uma pessoa menor de 18 anos na família.
  • Público inscrito pelo aplicativo e site: Caso o chefe de família do sexo masculino não tiver cônjuge ou companheiro, se houver no domicílio pelo menos uma pessoa menor de 18 anos e a cota dupla (R$ 1.200) não for paga a outro beneficiário ou indicada por outra pessoa no mesmo grupo familiar A pessoa é o chefe do agregado familiar.

Auxílio Emergencial vai voltar em 2022?

Segundo fontes , o governo federal decidiu não retomar os pagamentos do auxílio emergencial em 2022. O programa terminou oficialmente no final de outubro do ano passado.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse recentemente que pode voltar a pagar o auxílio emergencial. No entanto, explicou que isso só acontecerá se o número da pandemia do novo coronavírus voltar a subir.

Isto é exatamente o que está acontecendo. Segundo dados oficiais, a pandemia voltou a níveis preocupantes, pelo que alguns eventos foram cancelados. Mesmo assim, porém, o governo não retomará os pagamentos do auxílio emergencial.

%d blogueiros gostam disto: