Pular para o conteúdo

Caixa Tem permite saques acima de R$ 600 hoje (22); confira se você está incluído na lista

Caixa Tem

Caixa Tem permite saques acima de R$ 600 hoje (22); confira se você está incluído na lista. O Programa Bolsa Família iniciou, na última sexta-feira (17), o pagamento dos benefícios referentes a novembro para mais de 21,18 milhões de famílias em todo o país.

Os repasses no Caixa Tem, realizados de forma escalonada de acordo com o Número de Identificação Social (NIS), totalizam um investimento de R$ 14,26 bilhões neste mês, proporcionando um benefício médio de R$ 677,88.

Os depósitos referentes a novembro serão efetuados até o dia 30. Destaca-se, contudo, que municípios em situação de emergência ou calamidade reconhecida tiveram o pagamento unificado no primeiro dia do calendário pelo Governo Federal.

Caixa Tem

Calendário de liberação no Caixa Tem

Neste mês, os beneficiários do Bolsa Família receberão o valor por meio do Caixa Tem conforme as seguintes datas, de acordo com o NIS:

  • NIS final 1: 17 de novembro;
  • NIS final 2: 20 de novembro;
  • NIS final 3: 21 de novembro;
  • NIS final 4: 22 de novembro;
  • NIS final 5: 23 de novembro;
  • NIS final 6: 24 de novembro;
  • NIS final 7: 27 de novembro;
  • NIS final 8: 28 de novembro;
  • NIS final 9: 29 de novembro;
  • NIS final 0: 30 de novembro.

Dessa forma, os brasileiros com NIS final 4 já têm acesso aos valores correspondentes ao benefício por meio do Caixa Tem.

Adicionalmente, o saque pode ser realizado presencialmente em agências bancárias, casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui.

Cenário atual do Bolsa Família

Uma atualização recente nos dados do Cadastro Único, realizada entre 11 e 15 de outubro, impactou o Bolsa Família. Com essa atualização, aproximadamente 14 milhões de famílias tiveram suas rendas atualizadas ou corrigidas, graças à integração do CadÚnico com o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Apesar do cancelamento de 571,34 mil famílias do programa neste mês, 260 mil novas famílias foram incluídas para receber o pagamento via Caixa Tem. Desde março, já são 2,66 milhões de novos beneficiários.

Além disso, a integração dos cadastros resultou na adição de mais famílias na Regra de Proteção. Esse grupo alcançou 2,54 milhões de famílias neste mês, representando um aumento em relação ao número de 1,97 milhão contabilizado em outubro.

Beneficiários do BPC têm direito à isenção no Programa Minha Casa Minha Vida? Confira

No atual cenário do Bolsa Família, as recentes atualizações nos dados do Cadastro Único entre 11 e 15 de outubro desempenharam um papel significativo.

Essa iniciativa proporcionou a correção ou atualização da renda para cerca de 14 milhões de famílias, graças à integração entre o Cadastro Único e o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Essa sincronização é fundamental para garantir que os benefícios sejam direcionados de maneira precisa, refletindo as condições econômicas das famílias beneficiárias.

Apesar do cancelamento de 571,34 mil famílias do programa neste mês, é importante ressaltar que 260 mil novas famílias foram incluídas para receber o pagamento através do Caixa Tem.

Esse incremento totaliza 2,66 milhões de novos beneficiários desde março, evidenciando a dinâmica de mudanças no perfil dos beneficiários ao longo do tempo.

Outro ponto relevante é o destaque para a Regra de Proteção, que teve um aumento significativo. Este grupo agora abrange 2,54 milhões de famílias neste mês, um aumento notável em relação aos 1,97 milhão contabilizados em outubro.

Essa expansão destaca o esforço contínuo do programa em atender às necessidades de famílias em situações mais vulneráveis.

É crucial mencionar que, além da movimentação digital pelo Caixa Tem, os beneficiários têm a opção de efetuar o saque presencialmente em agências bancárias, casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui.

Essa diversificação de opções busca proporcionar conveniência e acessibilidade aos beneficiários, considerando diferentes contextos e preferências.

Em resumo, as recentes atualizações e ajustes no Bolsa Família destacam a adaptação contínua do programa às dinâmicas socioeconômicas do país, buscando atender de forma mais eficaz e abrangente as famílias em situação de vulnerabilidade.

Acesse: Meu Bolsa Família