Pular para o conteúdo

Calendário do Bolsa Família para Agosto: Novas datas de pagamento

Bolsa Família

O Bolsa Família de agosto está confirmado e o calendário de pagamentos já foi liberado pelo governo atual.

Dessa forma, reunimos todas as informações disponíveis a respeito do programa e as compartilhamos com vocês. Veja a seguir.

Em março, o governo assinou a Medida Provisória nº 1.164, que foi aprovada integralmente em junho, confirmando o novo Bolsa Família.

Além disso, foi determinado que o NIS de identificação não especifica quais valores os beneficiários podem receber, mas sim quando eles poderão sacar suas parcelas.

A partir disso, apresentamos o calendário completo do Bolsa Família para o mês de agosto:

  • Final do NIS 1 – 18;
  • Final do NIS 2 – 21 (liberado dia 19/08);
  • Final do NIS 3 – 22;
  • Final do NIS 4 – 23;
  • Final do NIS 5 – 24;
  • Final do NIS 6 – 25;
  • Final do NIS 7 – 28 (liberado dia 26/08);
  • Final do NIS 8 – 29;
  • Final do NIS 9 – 30;
  • Final do NIS 0 – 31.

Para facilitar a gestão de suas parcelas, os beneficiários têm à disposição o Caixa Tem, um aplicativo disponível para dispositivos iOS e Android. Além disso, o cartão anterior do Auxílio Brasil também continua válido para efetuar pagamentos.

Como receber o Bolsa Família e seus adicionais?

Para garantir o montante mínimo do benefício, os beneficiários precisam apenas estar em conformidade com as diretrizes do Bolsa Família, o que implica cumprir todas as regras de participação estabelecidas.

A seguir, destacamos essas diretrizes:

  1. Apresentar renda per capita familiar de até R$ 218;
  2. Manter o Cadastro Único sempre atualizado.

Quanto aos complementos, a liberação segue o seguinte padrão:

  • Parcela de R$ 800: inclui a quantia base de R$ 600, mais uma parcela adicional de R$ 150 referente ao Benefício Primeira Infância e outra de R$ 50 associada ao Benefício Variável Familiar.
  • Parcela de R$ 900: abrange um incremento de R$ 150 proveniente do Benefício Primeira Infância, além de três parcelas individuais de R$ 50 correspondentes ao Benefício Variável Familiar.

Ambos os incrementos foram confirmados no programa Bolsa Família ao longo do ano de 2023. As condições para participação em cada um estão detalhadas abaixo:

  • Benefício Primeira Infância: é necessário ter crianças de até seis anos na composição familiar.
  • Benefício Variável Familiar: é necessário ter lactantes, gestantes ou jovens entre sete e dezoito anos incompletos no núcleo familiar.

Veja: Fim do Vale Gás: As Mudanças no Programa Bolsa Família

O programa Bolsa Família é um dos principais programas de transferência de renda no Brasil, desenvolvido com o objetivo de combater a pobreza e a desigualdade social.

Ele busca auxiliar famílias em situação de vulnerabilidade por meio da concessão de benefícios monetários mensais, desde que atendam a certos critérios estabelecidos pelo governo.

O programa possui diversos componentes e critérios de elegibilidade, como a renda per capita familiar, que determina o valor do benefício a ser recebido.

Além disso, os beneficiários devem manter seu Cadastro Único sempre atualizado, o que ajuda a garantir a precisão das informações e a adequada distribuição dos recursos.

Os chamados “benefícios adicionais” são complementos financeiros destinados a famílias que se enquadram em certas situações específicas, como a presença de crianças até seis anos de idade no núcleo familiar (Benefício Primeira Infância) e a existência de lactantes, gestantes ou jovens entre sete e dezoito anos incompletos na família (Benefício Variável Familiar).

Esses adicionais têm o propósito de proporcionar um apoio financeiro adicional para atender às necessidades específicas desses grupos.

É importante mencionar que o programa passa por ajustes e mudanças ao longo do tempo, a fim de melhor atender às demandas da população e se adaptar às condições econômicas e sociais do país.

O calendário de pagamentos, como mencionado anteriormente, é divulgado regularmente e ajuda os beneficiários a se programarem para o recebimento dos valores.

No contexto de 2023, é notável que o programa está incorporando esses benefícios adicionais como uma forma de ampliar seu alcance e proporcionar apoio financeiro mais direcionado às famílias em diferentes situações de vulnerabilidade.

Em resumo, o Bolsa Família desempenha um papel crucial na mitigação da pobreza no Brasil, oferecendo suporte financeiro a famílias de baixa renda e contribuindo para o bem-estar social e econômico do país.