×

Como saber se o seu Bolsa Família será bloqueado – Saiba Aqui!

Bolsa Família de maio

Como saber se o seu Bolsa Família será bloqueado – Saiba Aqui!

Na semana passada, o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome informou aos mais de 21 milhões de beneficiários do Programa Bolsa Família que 1,2 milhão de famílias foram bloqueadas do programa de transferência de renda em abril, devido a suspeitas de irregularidades.

Isso deixou muitos beneficiários preocupados e questionando como saber se serão bloqueados no futuro. A resposta é simples: basta seguir todas as regras e condicionantes do programa, pois esse é o critério básico para bloqueios ou cancelamentos de benefícios. Em abril, a maioria das famílias bloqueadas foram aquelas com apenas um integrante, que terão que atualizar seu cadastro para provar que realmente moram sozinhas.

Nos meses anteriores, houve bloqueios por outros tipos de descumprimentos de regras. Em caso de bloqueios, o Ministério informará a família e dará instruções sobre a atualização cadastral através do aplicativo Bolsa Família. Portanto, é importante ficar atento às regras e usar o aplicativo oficial do programa para evitar bloqueios e agir corretamente caso ocorra um bloqueio.

Quais são os critérios para receber o novo Bolsa Família?

Para evitar o bloqueio ou se inscrever no novo Bolsa Família, é fundamental observar as regras gerais e as condicionantes do programa social. Somente aqueles que mantêm seus dados atualizados e cumprem as exigências do governo federal conseguem permanecer no programa sem sofrer bloqueios.
A seguir, estão as regras que devem ser seguidas:

Para se inscrever ou permanecer no novo Bolsa Família, é necessário seguir algumas regras.

Confira abaixo:

    • Estar inscrito e manter os dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico), com atualização a cada dois anos ou sempre que houver mudanças na família;
    • Apresentar renda média de até R$218 por pessoa do grupo familiar;
    • Garantir que as crianças e adolescentes do grupo familiar estejam matriculados na escola e compareçam regularmente às aulas, com 65% de frequência para crianças de até seis anos e 75% para maiores de sete anos;
    • Manter a vacinação em dia, incluindo a da Covid-19, quando necessário, para todas as crianças e adolescentes do grupo familiar;
    • As mulheres gestantes do grupo familiar devem realizar o acompanhamento pré-natal obrigatoriamente.

Cronograma de pagamentos do novo Bolsa Família

Para receber o novo Bolsa Família, os pagamentos de abril foram iniciados na última sexta-feira (14), de acordo com o número final do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário, e devem ser realizados até o final do mês. Embora oficialmente não haja pagamento no feriado do dia 21, espera-se que haja uma antecipação para os beneficiários que receberiam apenas na segunda-feira seguinte.

Confira o cronograma completo de pagamentos abaixo:

  • NIS de final 1 – depósito na conta em 14 de abril;
  • NIS de final 2 – depósito na conta em 17 de abril (receberam os valores no sábado, 15/04);
  • NIS de final 3 – depósito na conta em 18 de abril;
  • NIS de final 4 – depósito na conta em 19 de abril;
  • NIS de final 5 – depósito na conta em 20 de abril;
  • NIS de final 6 – depósito na conta em 24 de abril (vai poder sacar ou movimentar o valor desde o feriado de sexta-feira, dia 21/04);
  • NIS de final 7 – depósito na conta em 25 de abril;
  • NIS de final 8 – depósito na conta em 26 de abril;
  • NIS de final 9 – depósito na conta em 27 de abril;
  • NIS de final 0 – depósito na conta em 28 de abril.

O pagamento do Bolsa Família referente ao mês de abril será disponibilizado juntamente com os recursos do Programa Auxílio Gás, utilizando os mesmos meios de pagamento adotados nos últimos meses, como o aplicativo Caixa Tem, que é bastante popular, além dos cartões antigos e novos do programa, que podem ser usados em caixas eletrônicos e Casas Lotéricas.

Caso não tenha acesso aos meios de pagamento mencionados, é possível receber o benefício nas agências da Caixa Econômica Federal, mas apenas em dias úteis.