×

Como Verificar o Status do Bolsa Família: Consulta Online, Atendimento 0800 e Chat de Suporte

Bolsa Família

Como Verificar o Status do Bolsa Família: Consulta Online, Atendimento 0800 e Chat de Suporte

Como Verificar o Status do Bolsa Família: Consulta Online, Atendimento 0800 e Chat de Suporte. O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social (MDS) continua a realizar bloqueios no Cadastro Único (CadÚnico), com o objetivo de identificar famílias com irregularidades em seus registros.

No entanto, esse processo pode resultar na suspensão de benefícios sociais, como o Bolsa Família. Para verificar se o seu benefício está em dia, você pode realizar uma consulta online ou entrar em contato com a central de atendimento.

A consulta online do Bolsa Família pode ser feita por meio dos aplicativos oficiais, que incluem Bolsa Família, Caixa Tem e Cadastro Único.

Além disso, os beneficiários podem acessar o site do Cadastro Único ou o Portal Cidadão da Caixa Econômica Federal (CEF).

Bolsa Família

Em todos esses canais, é possível obter informações que confirmam a regularidade do cadastro e identificar os possíveis motivos para a interrupção do Bolsa Família.

Além disso, os beneficiários também podem tratar de questões relacionadas ao programa Bolsa Família por meio dos seguintes números de telefone:

  • Bolsa Família: 111
  • Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social: 121
  • Caixa Cidadão: 0800 726 0207
  • Ouvidoria: 800 725 7474
  • SAC Caixa: 800 726 0101
  • Canal para portadores de deficiência: 0800 726 2492

Regras Condicionais e Bloqueios do Bolsa Família

O MDS também reintroduziu as Regras Condicionais do Bolsa Família, que faziam parte do programa original e tinham como objetivo garantir o acesso à saúde e à educação para crianças e adolescentes.

Portanto, famílias que não cumpram essas exigências podem ter seu benefício interrompido a partir de setembro.

Em casos de não cumprimento das Regras Condicionais, os beneficiários podem ter o benefício bloqueado por até dois meses, e o desbloqueio será automático para famílias que voltem a cumprir com as regras condicionais.

No entanto, aqueles que, mesmo após o bloqueio, não voltem a cumprir com as regras, terão o Bolsa Família cancelado. A seguir, estão as regras condicionais:

  • O responsável deve garantir que crianças de 4 a 5 anos tenham uma frequência escolar mínima de 60%.
  • O responsável deve garantir que crianças e adolescentes de 6 a 18 anos tenham uma frequência escolar mínima de 75%.
  • É necessário realizar acompanhamento nutricional (peso e altura) para crianças com até seis anos.
  • O responsável deve manter a carteira de vacinação de toda a família atualizada.
  • Gestantes devem realizar o acompanhamento pré-natal.

É importante destacar que, ao contrário do bloqueio devido à averiguação cadastral, os beneficiários que tiverem o Bolsa Família interrompido devido ao não cumprimento das exigências não terão acesso às parcelas retroativas do programa.

Calendário do Bolsa Família de setembro

O repasse de setembro foi confirmado, mesmo com os bloqueios em vigor. O montante será pago pela Caixa Econômica nos últimos dez dias úteis do mês, seguindo o calendário escalonado de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do Responsável Familiar.

Abaixo, você pode conferir o calendário completo:

  • NIS de final 1: dia 18 de setembro (antecipado para o sábado, 16);
  • NIS de final 2: dia 19 de setembro;
  • NIS de final 3: dia 20 de setembro;
  • NIS de final 4: dia 21 de setembro;
  • NIS de final 5: dia 22 de setembro;
  • NIS de final 6: dia 25 de setembro (antecipado para o sábado, 23);
  • NIS de final 7: dia 26 de setembro;
  • NIS de final 8: dia 27 de setembro;
  • NIS de final 9: dia 28 de setembro;
  • NIS de final 0: dia 29 de setembro.

Os beneficiários têm a opção de sacar o benefício de várias maneiras, incluindo a visita a um ponto de atendimento presencial da Caixa Econômica Federal, como agências, casas lotéricas e caixas eletrônicos.

Para efetuar o saque, é necessário ter em mãos o cartão correspondente ao benefício, que pode ser um dos seguintes: cartão do Auxílio Brasil, cartão Bolsa Família ou cartão Cidadão da Caixa Econômica Federal.

Aqueles que não possuírem nenhuma dessas opções para efetuar o saque têm a alternativa de utilizar o aplicativo Caixa Tem.

Com esse aplicativo, os beneficiários podem realizar diversas transações e efetuar o pagamento de contas. Para isso, basta fazer o download gratuito do aplicativo na loja virtual do seu smartphone.