×

Como verificar se tenho direito ao adicional do Bolsa Família?

Bolsa Família

Como verificar se tenho direito ao adicional do Bolsa Família?

A atualização do Bolsa Família cumpriu a promessa feita pelo atual presidente durante a campanha eleitoral de 2022. Valores adicionais foram acrescentados à parcela mínima de R$ 600 para atender melhor famílias maiores.

No entanto, nem todas as famílias atendidas pelo programa social serão beneficiadas por esses valores. Serão oferecidos dois valores extras, sendo o primeiro de R$ 150, que é pago apenas para famílias com crianças de até 6 anos de idade.

Assim, cada criança nessa faixa etária tem direito a um acréscimo de R$ 150 na parcela.

Já o segundo adicional do Bolsa Família só começará a ser pago a partir de junho. Nesse caso, o pagamento extra será de R$ 50 para cada gestante ou criança e adolescente entre 7 e 18 anos incompletos.

Mesmo que a família já receba o Benefício Primeira Infância, nome do adicional de R$ 150, a mesma família também poderá receber o segundo adicional, no valor de R$ 50, se a sua composição familiar cumprir os critérios de ambos os benefícios.

Tenho direito e não estou recebendo o extra do Bolsa Família: o que fazer?

Se você percebeu que a sua família se enquadra no adicional de R$ 150 para cada criança de até 6 anos, que já está sendo pago, mas o valor da parcela não está vindo com o extra, pode ser que o seu cadastro esteja desatualizado no CadÚnico.

Para conseguir acessar o adicional, será necessário atualizar o cadastro e informar sobre a presença dessa criança, ou de mais crianças na faixa etária indicada.

Procure um CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) mais próximo e atualize o registro com as informações corretas.

Mantendo os dados atualizados, você ajuda o Bolsa Família a atender a sua família de acordo com suas características e garantir o recebimento dos valores extras.

Após a atualização do cadastro, é importante verificar se o adicional foi adicionado à parcela do Bolsa Família. Caso ainda não tenha sido feito, entre em contato com a gestão do programa ou com o CRAS para buscar soluções.

Lembre-se de que o Bolsa Família é um programa social importante que ajuda muitas famílias em situação de vulnerabilidade em todo o país.

Ao manter seu cadastro atualizado, você garante que sua família receba todos os benefícios aos quais tem direito.

Além disso, é fundamental manter os documentos em dia e em local seguro para evitar transtornos futuros.

Outra dica importante é estar atento aos prazos para atualização do cadastro no CadÚnico. É recomendado que a atualização seja realizada pelo menos uma vez ao ano, ou sempre que houver mudanças na composição familiar, como nascimento de filhos, casamento, divórcio, falecimento, entre outras situações.

Além disso, é importante lembrar que o Bolsa Família é um programa social que tem como objetivo combater a pobreza e a desigualdade social no país.

Por isso, é fundamental que as famílias beneficiárias sejam responsáveis e utilizem o dinheiro de forma consciente, buscando melhorar a qualidade de vida e promover a inclusão social.

Se você ainda não sabe se tem direito ao Bolsa Família ou aos adicionais, procure o CRAS mais próximo de sua casa ou acesse o site do Ministério da Cidadania para obter mais informações sobre o programa.

Compartilhe este artigo com familiares, amigos e conhecidos que possam se beneficiar das informações aqui apresentadas.

Afinal, muitas pessoas desconhecem os seus direitos e acabam deixando de receber benefícios importantes, como o Bolsa Família e seus adicionais.

Ao compartilhar este conteúdo, você ajuda a difundir informações importantes e a conscientizar a população sobre a importância de manter seus dados atualizados no CadÚnico e de utilizar os recursos do programa de forma consciente e responsável.

Além disso, ao compartilhar este artigo, você contribui para promover a inclusão social e combater a desigualdade no país. Por isso, não deixe de compartilhar e ajude a levar informações importantes para mais pessoas!