×

Comunicado urgente sobre Bolsa Família

Bolsa Família

Comunicado urgente sobre Bolsa Família

Todos os beneficiários do Bolsa Família devem ficar atentos, pois o Governo Federal emitiu um comunicado direcionado aos 21 milhões de segurados: os repasses referentes ao mês de fevereiro já foram iniciados e continuarão até o dia 29.

Portanto, hoje, terça-feira (20), aqueles com o Número de Identificação Social (NIS) terminado em 3 receberão o auxílio.

É importante ressaltar que os pagamentos são sempre realizados nos últimos 10 dias úteis de cada mês, seguindo a ordem dos depósitos de acordo com o último dígito do NIS de cada segurado.

Com isso em mente, confira abaixo o calendário completo de fevereiro para não perder a data do seu repasse.

Comunicado urgente sobre Bolsa Família

 Bolsa Família

Calendário de repasses de fevereiro:

  • Beneficiários com NIS terminado em 1: depósito em 16 de fevereiro (sexta-feira);
  • Beneficiários com NIS terminado em 2: depósito em 19 de fevereiro (segunda-feira);
  • Beneficiários com NIS terminado em 3: depósito em 20 de fevereiro (terça-feira);
  • Beneficiários com NIS terminado em 4: depósito em 21 de fevereiro;
  • Beneficiários com NIS terminado em 5: depósito em 22 de fevereiro;
  • Beneficiários com NIS terminado em 6: depósito em 23 de fevereiro;
  • Beneficiários com NIS terminado em 7: depósito em 26 de fevereiro;
  • Beneficiários com NIS terminado em 8: depósito em 27 de fevereiro;
  • Beneficiários com NIS terminado em 9: depósito em 28 de fevereiro;
  • Beneficiários com NIS terminado em 0: depósito em 29 de fevereiro.

Atenção ao pente-fino: Recentemente, o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, responsável pelo Bolsa Família, informou que mais de 7 milhões de inscritos estão passando por uma avaliação cadastral.

Isso significa que o Governo Federal está revisando os dados fornecidos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), com o objetivo de identificar inconsistências cadastrais e garantir que o benefício seja destinado apenas às pessoas que realmente necessitam.

Portanto, se você foi notificado pelo MDS, seja através do aplicativo do Bolsa Família ou do Caixa Tem, é fundamental que você vá até uma unidade do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) e atualize seu cadastro.

Não se esqueça de levar documentos como RG, CPF, Certidão de Nascimento ou Casamento, Título de Eleitor e comprovante de residência e renda.

MDS promete repassar auxílios adicionais: Além do benefício base de R$ 600, o Bolsa Família, desde março de 2023, oferece outros benefícios para os segurados do programa, dependendo da composição familiar.

Abaixo, veja quais são eles e os critérios de elegibilidade:

  1. Benefício Primeira Infância (BPI): R$ 150 para cada criança de zero a sete anos de idade;
  2. Benefício Variável Familiar (BVF): R$ 50 para gestantes e crianças e adolescentes com idade entre sete e 18 anos incompletos;
  3. Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): R$ 50 para cada integrante com até sete meses de vida (nutriz).

Guia Completo: Aposentadoria para Pessoas com Visão Monocular

Para se inscrever no programa Bolsa Família, é necessário cumprir alguns requisitos e seguir alguns passos específicos. Aqui está um resumo do processo de inscrição:

  1. Verificação de Elegibilidade: Primeiramente, é importante verificar se você atende aos critérios de elegibilidade do programa. Isso inclui ter uma renda per capita mensal de até R$ 178,00 (extrema pobreza) ou de até R$ 356,00 (pobreza), além de cumprir outros requisitos relacionados à composição familiar, como presença de gestantes, crianças, adolescentes e pessoas com deficiência.
  2. Cadastro no Cadastro Único (CadÚnico): O Cadastro Único é o principal instrumento de identificação e seleção de famílias de baixa renda para programas sociais do governo. Para se inscrever no Bolsa Família, é necessário estar cadastrado no CadÚnico. Você pode procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua residência para se cadastrar. É necessário apresentar documentos pessoais de todos os membros da família, como RG, CPF, certidão de nascimento e comprovante de residência.
  3. Avaliação e Aprovação: Após o cadastro no CadÚnico, sua situação será avaliada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Se sua família atender aos critérios de elegibilidade, você poderá ser aprovado para receber o benefício do Bolsa Família.
  4. Recebimento do Benefício: Se aprovado, você começará a receber o benefício do Bolsa Família de acordo com o calendário de pagamentos estabelecido pelo governo. Os pagamentos são feitos mensalmente por meio de um cartão magnético, que permite sacar o dinheiro em caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal ou em casas lotéricas.

É importante ressaltar que o processo de inscrição e aprovação pode variar de acordo com cada situação e região do país.

Por isso, é recomendável buscar orientações específicas junto ao CRAS ou aos órgãos responsáveis pela gestão do programa Bolsa Família em sua cidade ou estado.

Entre para o nosso grupo no facebook! MEU INSS