×

Confira os benefícios de baixar o app do CadÚnico

CadÚnico

Confira os benefícios de baixar o app do CadÚnico

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) desempenha um papel crucial como porta de entrada para os benefícios assistenciais oferecidos pelo Estado.

Nesse contexto, a recente marca de 12,5 milhões de downloads do aplicativo do cadastro ressalta sua crescente relevância na interação entre os cidadãos e os programas sociais.

Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), foram realizadas mais de 67 milhões de consultas ao cadastro, abrangendo tanto consultas completas como simplificadas, além das consultas por CPF.

Esse aumento significativo no número de consultas reflete a importância do acesso facilitado e da praticidade proporcionada pelo aplicativo do CadÚnico.

É importante ressaltar que o desenvolvimento do aplicativo foi uma iniciativa conjunta entre o Dataprev e o MDS, demonstrando o compromisso do governo em utilizar a tecnologia para ampliar o acesso aos serviços públicos e garantir uma maior inclusão social.

Diante disso, fica evidente que o Cadastro Único e seu aplicativo desempenham um papel fundamental na promoção da cidadania e no combate à desigualdade, ao facilitar o acesso aos benefícios assistenciais para aqueles que mais necessitam, contribuindo assim para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva.

App do CadÚnico

O aplicativo do CadÚnico, disponível para Android e iOS, desempenha um papel fundamental ao oferecer uma gama de funcionalidades que facilitam a vida dos cidadãos cadastrados.

Através dele, é possível acessar informações pessoais, verificar pendências, acompanhar a situação de programas federais como o Bolsa Família, e muito mais.

Adicionalmente, a plataforma disponibiliza uma consulta detalhada do cadastro e um mapa com os pontos de atendimento mais próximos, tornando o acesso aos serviços ainda mais conveniente.

Atualmente, a Dataprev, em colaboração com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social (MDS), está empenhada em expandir as funcionalidades do aplicativo.

Uma das iniciativas em andamento visa permitir que os cidadãos realizem a atualização cadastral através da verificação de óbito. Essa medida busca simplificar ainda mais os processos, evitando deslocamentos desnecessários e agilizando o acesso aos benefícios sociais.

É importante salientar, no entanto, que embora o aplicativo ofereça uma série de comodidades, ele não substitui integralmente o atendimento presencial.

Certas demandas e esclarecimentos de dúvidas ainda requerem a interação direta com os órgãos responsáveis. Assim, o aplicativo do CadÚnico complementa, mas não substitui, o suporte presencial necessário em determinadas situações.

Pré-atualização do cadastro

Uma das funcionalidades essenciais oferecidas pelo aplicativo do CadÚnico é a pré-atualização do cadastro, um processo simplificado que pode ser realizado seguindo os passos abaixo:

1. Acessar o aplicativo do CadÚnico, disponível para dispositivos Android e iOS;
2. Selecionar a opção “Atualização cadastral”;
3. Realizar o login utilizando a conta gov.br para autenticação;
4. Inserir novas informações ou confirmar aquelas já existentes, caso não tenham sofrido alterações;
5. Finalizar o processo clicando em “Enviar cadastro”.

Este procedimento visa garantir que as informações cadastrais estejam sempre atualizadas, facilitando assim o acesso aos benefícios sociais e programas assistenciais disponibilizados pelo governo.

Ao oferecer essa funcionalidade, o aplicativo do CadÚnico torna mais ágil e prático o processo de manutenção dos dados dos usuários, contribuindo para uma maior eficiência na prestação de serviços públicos voltados para a assistência social.

É crucial destacar que, dentro de um prazo de até 240 dias, equivalente a 8 meses, o responsável familiar é convocado a comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para proceder com a conclusão do cadastro.

Este processo requer a apresentação de documentos indispensáveis para a efetivação do registro, os quais incluem:

1. CPF;
2. RG;
3. Carteira de trabalho;
4. Título de eleitor;
5. Certidão de nascimento;
6. Comprovante de residência;
7. Comprovante de renda;
8. Declaração escolar;
9. NIS (Número de Identificação Social);
10. Carteira de vacinação.

A exigência desses documentos se justifica pela necessidade de garantir a veracidade das informações fornecidas durante o cadastramento, além de assegurar que os benefícios e programas sociais sejam destinados de forma justa e adequada aos indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade.

Portanto, a apresentação completa e correta desses documentos é fundamental para o acesso aos serviços e recursos disponibilizados pelo governo, visando promover a inclusão social e o bem-estar da população mais necessitada.