Auxílio Brasil 2023

Confirmada a Data para redução do Auxílio Brasil – Confira o novo valor

Junto com o PEC kamikaze, o Auxílio Brasil passou a oferecer benefícios mensais de no mínimo 600 reais para mais de 21,1 milhões de beneficiários. Porém, o valor vai diminuir, entenda.

O Auxílio Brasil tem valor base de R$ 400, que junto com a PEC Kamikaze aprovada em julho, passou a pagar um adicional de R$ 200, chegando a um mínimo de R$ 600, mas válido até dezembro. Assim, em janeiro de 2023, a quantia mínima pago ao Auxílio Brasil será novamente de R$ 400.

Aumento do Auxílio Brasil em 2023

Para o ano que vem, Luiz Inácio Lula da Silva, que venceu as eleições presidenciais no último domingo (30), pretende fixar o valor de 600 reais para o programa. Porém, na proposta orçamentária para 2023, o benefício médio é de R$ 405, dificultando a agregação de valor.

O ex-governador do Piauí e citado como titular do Ministério da Fazenda ou da Casa Civil, Wellington Dias, disse que precisaria aprovar uma proposta de Emenda Constitucional (PEC) para permitir ganhos de R$ 600, semelhante ao que foi feito para os R$ 200 adicionais em 2022 ano.

“Os R$ 600 seguem em condições de pagamento a partir de primeiro de janeiro. Não haverá descontinuidade. O que é que precisa? Uma PEC, a necessidade de constar no orçamento, é isso que vamos garantir”, afirmou Dias em entrevista ao canal GloboNews.

A PEC seria necessária devido ao teto de gastos que coloca um adicional de 200 reais sobre o valor base do Auxílio Brasil acima do teto orçamentário do próximo ano.
A PEC seria então uma alternativa para evitar que o benefício diminuísse de valor a partir de janeiro, com a autorização de um empréstimo emergencial ao governo, que permitiria que o valor mínimo de R$ 600 fosse repassado aos milhões de beneficiários do esquema

Mudanças no Auxílio Brasil

Antes mesmo de sua eleição, Lula afirmou que antes de assumir o cargo buscaria o diálogo com o Congresso para garantir um benefício de 600 reais.

Além do aumento, o presidente eleito quer introduzir mudanças no programa, restaurando as formas do Bolsa Família, criado em seu primeiro mandato, encerrado em 2021 quando Auxílio Brasil o substituiu.

A intenção é agregar um pagamento de R$ 150 por filho de familiar do beneficiário do regime, além das duas novas regras do regime. O acompanhamento da família para os benefícios será realizado novamente, sendo que as crianças que são membros da família devem frequentar a escola e ter carteira de vacinação em dia. Caso contrário, o beneficiário da família deixará de receber o benefício.

%d blogueiros gostam disto: