Consignado AUXÍLIO BRASIL

Consignado AUXÍLIO BRASIL : Ministério quebra o silêncio sobre liberação

O Ministério da Cidadania divulgou nota à imprensa nesta quarta-feira,21. A nota anunciava que a remessa do Consignado Auxílio Brasil não havia sido liberada porque o governo ainda estava em constantes negociações com bancos e outras instituições financeiras para obter crédito.

“A pasta segue em constantes tratativas com todos os órgãos e as instituições envolvidas no processo para garantir mais esse direito à população de baixa renda, sem comprometer a renda básica que vem sendo assegurada pelo Governo Federal a mais de 20 milhões de famílias brasileiras, por meio do Auxílio Brasil”, disse o Ministério por meio de uma nota.

Como pode ser visto no comunicado acima, o governo ainda não definiu uma data de lançamento para o embarque do Auxílio Brasil. Em entrevista recente, o ministro da Cidadania, Ronaldo Vieira Bentos, chegou a apontar que sua libertação certamente ocorreria já em setembro deste mês.

As informações dos bastidores percebem que isso nunca acontecerá novamente. A avaliação interna do Ministério da Cidadania é de que não há prazo para liberação da mercadoria antes do dia 30. A previsão mais otimista é de que a regulamentação possa ser liberada no início de outubro. confirmação oficial.

Oficialmente, a lei de liberação do empréstimo do Auxílio Brasil foi aprovada pelo Senado Federal e pela Câmara dos Deputados. Além disso, o presidente Jair Bolsonaro (PL) também aprovou a ideia. Agora, o que falta é justamente um dispositivo do Ministério da Cidadania.

Teto de juros

A regulamentação será adiada, pois o governo federal ainda não chegou a um acordo sobre o estabelecimento de um teto de juros. Isso não só no Ministério da Cidadania, mas também no Ministério da Economia, que separa as duas alas.

Alguns dos aliados do presidente acreditam que os sinais de um teto nos juros podem ser importantes, pois evitam que os mais pobres se endividem. Alguns credores já planejam cobrar quase 100% ao ano.

Por outro lado, outra facção alega que a imposição de um teto para as taxas de juros poderia alienar alguns dos bancos que atualmente desejam operar a linha.

A situação pode ser ruim para o governo, principalmente considerando que algumas agências como Bradesco e Itaú já se recusaram a agir nesse ponto.

O consignado do Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil Consignação é um empréstimo que pode ser feito por todos os mais de 20 milhões de usuários de planos sociais.

A ideia central é que os cidadãos peguem o dinheiro e tenham que devolver na forma de um benefício parcelado com desconto. Então, até que ele consiga pagar suas dívidas integralmente, ele não receberá 400 reais por mês, mas menos dinheiro.

Ninguém é obrigado a solicitar a remessa do programa Auxílio Brasil. Assim, no final das contas, cada cidadão deve pesar sua situação e decidir se exigir esse equilíbrio é bom ou ruim para sua situação.

%d blogueiros gostam disto: