×

Decisão do INSS dispensa perícia médica para aposentados; confira se você está na lista

INSS

Decisão do INSS dispensa perícia médica para aposentados; confira se você está na lista

No dia 20 de novembro, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) implementou uma política inédita que teve um impacto direto nos trabalhadores brasileiros.

A Portaria 1.630, divulgada no Diário Oficial da União, isentou a necessidade de exame médico para a concessão de aposentadoria especial aos profissionais expostos a ruído em seus ambientes de trabalho.

INSS

O Desafio da Fila de Espera

Infelizmente, muitas pessoas que solicitam esses benefícios têm enfrentado dificuldades. Embora a lei estabeleça que esses salários sejam pagos dentro de 45 dias após o pedido, muitos solicitantes têm enfrentado longas filas de espera para a perícia médica do INSS.

A demanda ultrapassou a oferta de peritos qualificados, resultando em atrasos significativos no processamento das solicitações.

Benefícios da Nova Política

Essa decisão do INSS visa acelerar o processo de concessão desse tipo de aposentadoria e equilibrar melhor a demanda de exames da perícia médica federal.

A aposentadoria especial é concedida a cidadãos que trabalham expostos a agentes prejudiciais à saúde de forma contínua, não ocasional ou intermitente.

Repercussões da Nova Política

A medida trouxe benefícios, como a redução do tempo de espera para análise da aposentadoria. Agora, a análise, antes realizada por peritos, será feita administrativamente.

Isso permite que os peritos realizem mais exames, otimizando o processo. No entanto, a atualização suscitou preocupações.

A complexidade da análise dos casos exige conhecimentos avançados e pode levar ao aumento do número de pedidos negados se forem atendidos por funcionários administrativos.

Impacto nos Aposentados e Pensionistas

Enquanto a nova portaria do INSS visa acelerar o processo de reforma e reduzir os atrasos, também há preocupações sobre o potencial aumento da recusa de pedidos válidos devido à complexidade dos casos. Isso poderia resultar em negações injustificadas e pressão adicional para o judiciário.

Em novembro de 2023, o número de brasileiros beneficiados com aposentadorias, pensões e demais auxílios chegou a 39.036.865. Destes, 5.657.745 são benefícios assistenciais e 33.379.120 previdenciários.

Com a nova medida, espera-se que a fila de trabalhadores aguardando análise diminua, gerando melhor fluxo e produtividade para o INSS.

A medida do INSS certamente traz alguns benefícios, mas também desafios. A transição para uma análise administrativa pode agilizar o processo, mas também levanta preocupações sobre a precisão e a justiça das decisões.

É vital que o INSS monitore de perto a implementação desta nova política para garantir que ela beneficie realmente os trabalhadores brasileiros.

Como Solicitar a Isenção de Perícia Médica

Os requerentes agora podem apresentar um documento que comprove sua condição de incapacidade ao solicitar o auxílio-doença.

Este documento pode ser submetido via aplicativo Meu INSS, tanto por aqueles que estão iniciando o processo de solicitação quanto por aqueles que já têm uma perícia agendada.

O Que Deve Constar no Atestado Médico

O atestado médico deve incluir informações pessoais do trabalhador, uma descrição de sua doença e a credencial do médico.

Em casos de acidentes de trabalho, também será necessário enviar o documento de Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT).

Acesse: Meu Bolsa Família

A Análise do INSS

Os peritos do INSS irão analisar o laudo médico com base nas informações fornecidas por outro médico e decidir se o trabalhador tem direito ao pagamento do benefício.

Essa decisão do INSS tem o potencial de acelerar significativamente o processo de aprovação de benefícios, reduzindo a fila de espera e tornando a obtenção de benefícios mais fácil para aqueles que realmente precisam deles.

A Importância da Perícia Médica do INSS

Originalmente, a perícia médica do INSS era necessária para confirmar a incapacidade que motivava o pedido de benefício.

Este exame, realizado por um médico credenciado pela Previdência Social, consistia em uma avaliação presencial do trabalhador.

O objetivo principal era determinar se uma doença física ou mental realmente impedia o indivíduo de retornar ao trabalho.

Empréstimo pessoal Nubank – Como aproveitar a promoção com pagamento inicial em 90 dias