Empréstimo consignado do Bolsa Família 2023- Fique por dentro das últimas informações

Empréstimo consignado do Bolsa Família 2023

Apesar da mudança de governo, as leis que regem o crédito consignado para os beneficiários do programa Auxílio Brasil, que nas próximas semanas passará a se chamar Bolsa Família, permanecem em vigor.

No entanto, os beneficiários do atual programa de transferência de renda não conseguem empréstimos porque as linhas de crédito da maioria das empresas aprovadas para usar o consignado foram prejudicadas.

O tempo de inatividade é causado por vários motivos. Ao todo, 12 empresas foram aprovadas pelo antigo Ministério da Cidadania para operar a crédito, mas muitas desistiram do negócio logo no início, depois que o governo estabeleceu um teto para os juros que poderiam ser cobrados.

As empresas acreditavam que o risco de inadimplência era alto, então pretendiam cobrar taxas altas, mas foram impedidas e desistiram da oferta.

Várias outras empresas chegaram a oferecer empréstimo e liberar milhões de reais aos beneficiários do Auxilio Brasil. Entre eles estava a Caixa Econômica Federal, o único grande banco a cooperar com o crédito e o principal responsável pelas liberações.

Na prática, essa mudança resultou na suspensão da oferta do empréstimo, que pode ser solicitado até na Caixa, mas na grande maioria dos casos não é mais concedido e a solicitação é desestimulada até pelos bancários.

Agora que o governo mudou e o programa social mudou de nome, o crédito deveria se chamar Bolsa Família Empréstimo, e o futuro da linha de crédito será decidido pelos novos governantes.

Empréstimo consignado do Bolsa Família 2023

Além disso, empresas certificadas como a Caixa ainda não se posicionaram formalmente sobre o tema, dificultando a obtenção de novas informações sobre o tema.

O governo federal também se manteve em silêncio, mas não parece ter batido o martelo sobre a continuidade ou fechamento oficial da linha de crédito para beneficiários do Bolsa Família, uma decisão e anúncio podem ser feitos em breve.

Atualmente, sabe-se que, embora a lei continue a vigorar e a Caixa não tenha oficialmente reconhecido os empréstimos salariais extintos ou paralisados, já não é possível solicitar ou receber empréstimos. Entretanto, os beneficiários continuam à espera de uma decisão que deverá ser tomada o mais brevemente possível.

Perdão das dívidas do empréstimo do Auxilio Brasil

Outro tema relacionado ao empréstimo para futuros beneficiários do Bolsa Família diz respeito à possibilidade de alívio da dívida para aqueles que já possuem contrato de empréstimo salarial. Nos últimos dias têm circulado nas redes sociais alegações de que o governo federal vai perdoar e pagar a dívida, mas não é o caso e não foi confirmado pelo governo.

Recentemente, o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Diaz (PT-PI), que estava à frente do antigo Ministério da Cidadania, foi entrevistado pelo Jornal O Globo e não confirmou que o governo vai perdoar a dívida, mas disse que o programa de refinanciamento da dívida chamado Desenrola Brasil.

Segundo o ministro, o programa deve ajudar todos os brasileiros com dívidas vencidas (cerca de 80 milhões) a conseguirem refinanciamentos e descontos nas parcelas.

O programa também pode ser direcionado aos beneficiários do Bolsa Família que solicitaram empréstimos salariais nos últimos meses do ano passado. Ou seja, a dívida não deve ser perdoada, mas possíveis taxas e parcelas de valores menores podem ser atendidas.

%d blogueiros gostam disto: