Empréstimo Auxílio Brasil na Caixa

Empréstimo do Auxílio Brasil é liberado para novo grupo de beneficiários

No Empréstimo do Auxílio Brasil, os beneficiários podem utilizar até 40% do valor do programa para contrair empréstimo em diversas instituições financeiras do país, com juros de até 3,5%. Veja quem pode começar a fazer um empréstimo.

Os principais requisitos para obter o crédito consignado Auxílio Brasil são ser beneficiário do programa, estar cadastrado no Cadastro Único (CadÚnico) e pertencer a famílias extremamente pobres ou carentes:

  • Extrema pobreza: renda familiar mensal per capita de até R$105;
  • Pobreza: renda familiar mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210, que possua gestantes ou pessoas com menos de 21 anos entre seus membros.

À medida que novos beneficiários são adicionados ao programa a cada mês, mais brasileiros conseguem um empréstimo em um dos bancos que operam dessa forma.

Como contratar o empréstimo do Auxílio Brasil

Atualmente, 5 das 14 instituições financeiras licenciadas pelo Ministério da Cidadania operam com o empréstimo:

  • Caixa Econômica Federal;
  • Meu Tudo;
  • Pincred;
  • Banco Pan;
  • Zema Financeira.

A Caixa exige que os cidadãos sejam beneficiários do programa por pelo menos três meses, e quem começou a receber o auxílio em agosto já pode solicitar crédito nos bancos, enquanto outras instituições têm outras regras próprias, sem revelar quanto tempo leva para conseguir um empréstimo como beneficiário.

O pedido pode ser feito nos seguintes:

Instituição Financeira Taxa de Juros Onde contratar
Caixa Econômica Federal 3,45% ao mês Agências bancárias, Casas Lotéricas e App Caixa Tem
Meu Tudo 3,39% ao mês Aplicativo
Pincred 2,89% ao mês Agências no Maranhão e Piauí
Banco Pan Não informado Aplicativo
Zema Financeira Não informado Não informado

Regras do empréstimo do Auxílio Brasil

O Empréstimo Auxílio Brasil pode ser contratado por qualquer beneficiário do programa, que pode destinar até 40% do benefício para o pagamento mensal do empréstimo, sendo o reembolso feito diretamente no programa.

Com valor base de R$ 400, é possível destinar até R$ 160 para a parcela do empréstimo, caso o valor do benefício aumente para R$ 600 em 2023, os beneficiários poderão utilizar até R$ 240 para a operação .

A modalidade tem teto de juros fixado em 3,5% ao mês, com possibilidade de as financeiras cobrarem taxas menores. O pagamento deve ser feito em até 24 parcelas mensais e subsequentes diretamente da folha de pagamento. Se um cidadão deixar de ser beneficiário do programa, ele deverá quitar o empréstimo.

%d blogueiros gostam disto: