Auxílio Brasil

Governo define prazo para recadastramento de beneficiários do Auxílio Brasil

Beneficiários de programas sociais do governo federal, como o Auxílio Brasil, terão até 11 de novembro para atualizar seus dados no Cadastro Único (CadÚnico).

Este deve ser o último prazo, pois o recadastramento que terminou no dia 14 foi prorrogado devido a grandes filas e confusão no Centro de Referência e Assistência Social (CRAS).

Cerca de 263 mil beneficiários não tinham seus dados cadastrais atualizados até o final de setembro, segundo dados divulgados pelo jornal Extra. Assim, ao final do período, os beneficiários do Auxílio Brasil que não participaram da rematrícula terão seus benefícios suspensos.

O Cadunico é a principal porta de entrada para quem pretende ter acesso aos direitos de ajuda federal. Além do Auxílio Brasil, o cadastro armazena dados de beneficiários de vale-gás, tarifa social de energia elétrica, ID Jovem e cartões de terceira idade.

Além disso, continua sendo um componente essencial do Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos carentes e pessoas com deficiência de baixa renda.

Ao final, tornou-se a forma de ser incorporada aos programas Casa Verde Amarela e Bolsa Verde e Amarela, ambos criados sob a liderança do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Quais os motivos para atualizar os dados do CadÚnico para quem recebe Auxílio Brasil?

O CadÚnico deve sempre atualizar suas informações no prazo de dois anos ou sempre que houver alteração material nos dados apresentados ao governo federal. Portanto, para conhecer o status do cadastro, basta que o beneficiário acesse o aplicativo da plataforma.

No entanto, caso o endereço do beneficiário tenha mudado, o CRAS precisará ser revisitado para uma nova entrevista. Em caso de pequenas alterações, basta confirmar os novos dados no aplicativo CadÚnico.

%d blogueiros gostam disto: