Governo pretende lançar título

Governo pretende lançar título do Tesouro Nacional voltado para a aposentadoria

O Tesouro estuda lançar um título público para quem deseja investir na aposentadoria. Os interessados ​​poderão comprar papéis do governo e arrecadar fundos para usar esses valores como uma espécie de benefício social ou mesmo complementar o que já recebem depois de alguns anos.

Durante o período de acumulação não ocorrem baixas de receitas (juros pagos pela União). Isso significa que somente após esse período o investidor passará a receber os valores mensais.

Uma possibilidade é que a remuneração dos títulos esteja vinculada à inflação. De acordo com informações preliminares, a operação será simplificada e o interessado simplesmente informará o valor solicitado e por quanto tempo deseja recebê-lo, para saber quanto terá de investir.

O período de acumulação pode ser de 30 a 40 anos, e o período de aceitação pode ser de 20 ou até 30 anos. O Ministério da Economia quer apresentar a novidade em meados de 2022, embora sua construção ainda esteja nos estágios iniciais.

A proposta visa promover o planejamento da aposentadoria após a reforma previdenciária, reduzindo o valor dos benefícios e estendendo o tempo de aplicação. Atualmente, existem cerca de 17 milhões de contratos de previdência privada no mercado, o que mostra que os poupadores estão em busca de outras alternativas.

“Ao mesmo tempo, os títulos públicos de previdência atenderão as pessoas que não têm educação financeira suficiente para tomar decisões conscientes sobre a previdência privada, ou que não podem participar de planos de previdência privada com custos administrativos atraentes.”, afirmam os especialistas em Previdência Fabio Giambiagi, Mauricio Dias Leister, Arlete Nese e André Dovalski em um texto da FGV (Fundação Getulio Vargas) que serve de base para o estudo.

Simulação

Por exemplo, um cidadão que pretende ganhar 5.000 reais por mês deve investir aproximadamente 1.322 reais em títulos diretos do tesouro todos os meses por um período de 40 anos. Esse cálculo leva em consideração um cenário de taxa de juros real de 3% ao ano. Ao final desse período, ele acumulará R $ 987 mil, o suficiente para custear 20 anos de aposentadoria.

“Os cidadãos podem usar o nome forte do tesouro nacional para dar maior proteção aos cidadãos na formação de reservas no futuro, e converter as reservas formadas na paz da renda mensal, ou seja, não precisam se preocupar em ter que resgatar ou contar com o vencimento dos títulos e a simplicidade do investimento, basicamente precisa responder quanto você quer da aposentadoria e quando”, afirma Arlete Nese.

“Para o governo, forma poupança de longo prazo e, para o sistema, incentiva a previdência complementar e reduz custos ”, acrescentou..

%d blogueiros gostam disto: