Índice de reajuste do INSS

Índice de reajuste do INSS sobe 10,2% e leva teto a R$ 7.087

Se confirmado, o reajuste previdenciário será ligeiramente inferior ao reajuste de 10,18% do salário mínimo, que passou para 1.112 reais em 1º de janeiro de 2021, antes era de R$ 1.100 reais.

O governo federal aprovou a mudança por meio de medidas provisórias anunciadas em 31 de dezembro.

A diferença entre o INPC e o IPCA é o valor do salário dos domicílios pesquisados. O IPCA abrange a maior parte da população e mostra a variação do custo médio de vida das famílias que ganham entre 1 e 40 salários mínimos por mês.

Leia: Governo explica como serão realizados os pagamentos do Auxílio Brasil em 2022

O INPC verifica a diferenciação do custo médio de vida apenas para famílias com renda mensal de 1 a 5 salários mínimos.

Esses grupos são mais sensíveis às flutuações de preços, pois gastam toda a sua renda em produtos básicos, como alimentos, drogas, transporte.

Com essa alteração, o teto do benefício pago pela Previdência Social será de R$ 7.087,22. Atualmente, o limite é de R$ 6.433,57.

O reajuste também se aplica aos pagamentos efetuados pelo Serviço Nacional de Previdência Social (INSS). O novo valor deve ser aprovado pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: