Pular para o conteúdo

INSS: Grandes Mudanças no Auxílio-Doença Beneficiarão Segurados

INSS

Recentemente, o governo divulgou que está em busca de soluções para diminuir a fila de espera do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), o órgão ao qual as pessoas recorrem quando estão doentes ou incapazes de trabalhar.

O objetivo é tornar os procedimentos mais ágeis e acessíveis para quem precisa receber o auxílio-doença, um benefício fundamental para aqueles que enfrentam dificuldades devido à saúde debilitada.

No dia 21 do mês passado, foi publicada uma portaria pelo Ministério da Previdência Social, estabelecendo as novas regras para o pagamento do auxílio-doença, entre outras mudanças.

Dentre as alterações, destaca-se que, para o Benefício por Incapacidade Temporária, não será mais necessário o comparecimento para realização de perícia médica, como era feito anteriormente.

Com uma fila de 1,7 milhões de beneficiários, o Instituto busca reduzir substancialmente o número desses pedidos, sendo que 500 mil são requerimentos referentes à assistência ou perícia médica.

Nesse sentido, o governo orienta que, em tais casos, o pedido do auxílio-doença seja realizado por meio dos canais online, como o site ou aplicativo do Meu INSS.

Através desses canais digitais, o cidadão deve inserir seu atestado médico, comprovando sua condição de saúde ou justificando sua necessidade.

Em situações específicas, o Instituto pode entrar em contato direto com o beneficiário para comprovar a veracidade do pedido.

Essas medidas têm como propósito facilitar o acesso ao auxílio-doença, agilizar o processo de solicitação e reduzir o tempo de espera, beneficiando aqueles que realmente precisam do suporte financeiro em momentos de enfermidade ou incapacidade temporária.

Como realizar pedidos pelo Meu INSS

Para solicitar o auxílio-doença e realizar pedidos que exijam a perícia médica, é necessário acessar o aplicativo Meu INSS e selecionar a opção “Novo Pedido”. Em seguida, basta enviar os seguintes documentos:

  1. Nome completo;
  2. Data de expedição do arquivo (não pode ultrapassar 90 dias da data do requerimento);
  3. Avaliação detalhada ou código da CID (Classificação Internacional de Doenças);
  4. Rubrica e identificação do emissor do relatório. Deve incluir o nome do especialista e número de registro no conselho profissional;
  5. Data de início do afastamento ou descanso;
  6. Tempo estimado necessário para o descanso.

Caso o pedido seja negado, o beneficiário tem a possibilidade de realizar uma nova solicitação dentro de 15 dias.

Veja também: BPC: Beneficiários podem ter direito ao Bolsa Família?

O auxílio-doença é um benefício pago pelo INSS aos segurados que ficam temporariamente incapacitados para o trabalho devido a algum problema de saúde.

Para requerer esse benefício, o segurado precisa comprovar sua condição médica através de uma perícia realizada por um médico do INSS.

Com as mudanças recentes anunciadas pelo governo, o processo de solicitação do auxílio-doença foi simplificado e tornou-se mais ágil, especialmente no que diz respeito à realização da perícia médica.

Agora, para pedidos que exijam a perícia, o segurado pode utilizar o aplicativo Meu INSS, o que oferece mais comodidade e facilidade, evitando a necessidade de deslocamentos presenciais e reduzindo o tempo de espera.

Ao acessar o app Meu INSS, o segurado deve selecionar a opção “Novo Pedido” e, em seguida, preencher os campos solicitados com informações essenciais, como nome completo, data de expedição do documento médico (que não pode ultrapassar 90 dias da data do requerimento), avaliação detalhada ou código da CID referente à doença, rubrica e identificação do emissor do relatório, incluindo o nome do especialista e número de registro no conselho profissional, além da data de início do afastamento ou descanso, e o tempo estimado necessário para o período de repouso.

Caso o pedido de auxílio-doença seja negado pelo INSS, o beneficiário tem o direito de apresentar um novo requerimento dentro de 15 dias, permitindo que sejam feitas eventuais correções ou complementações nos documentos enviados.

Essa agilidade no processo de solicitação e a possibilidade de realizá-lo de forma online através do app Meu INSS são medidas que visam facilitar o acesso ao benefício, proporcionando uma resposta mais rápida e eficiente aos segurados que enfrentam problemas de saúde e necessitam do auxílio financeiro para se recuperar durante o período de incapacidade temporária para o trabalho.

Vale ressaltar que o auxílio-doença é um benefício importante para garantir a proteção social dos trabalhadores brasileiros em situações de doença ou acidente, assegurando a estabilidade financeira durante o afastamento e contribuindo para uma melhor recuperação e retorno ao trabalho quando possível.