Pular para o conteúdo

Limite de 16%: Bolsa Família de R$ 600 em risco para famílias ativas?

Bolsa Família

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) anunciou recentemente uma nova regulamentação que visa limitar o acesso de famílias unipessoais, ou seja, aquelas compostas por apenas um membro, ao programa Bolsa Família.

A Portaria 911, publicada na última sexta-feira, 25 de agosto, estabelece uma cota máxima para esses beneficiários.

A partir de setembro, somente 16% das famílias unipessoais terão permissão para ingressar no programa em seus respectivos municípios.

Isso significa que, caso o limite seja atingido em uma determinada cidade, um indivíduo que vive sozinho ficará em uma lista de espera.

As novas regras têm como objetivo corrigir distorções que ocorreram entre outubro de 2021 e dezembro do ano passado, durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro.

O governo atual, liderado por Lula (PT), realizou uma análise abrangente dos registros de inscritos no programa, identificando uma significativa disparidade entre aqueles que recebiam o auxílio.

Como resultado, milhares de beneficiários foram excluídos do Bolsa Família, levando à implementação de novas leis e regulamentos para a admissão ao programa.

No que diz respeito aos pagamentos de setembro, aqueles que estão em conformidade com o programa continuarão a recebê-los normalmente, seguindo o calendário oficial com base nos números finais do NIS (Número de Identificação Social).

As datas permanecem as seguintes, de acordo com a tabela:

FINAL DO NIS RECEBE EM
1 18/09/2023
2 19/09/2023
3 20/09/2023
4 21/09/2023
5 22/09/2023
6 25/09/2023
7 26/09/2023
8 27/09/2023
9 28/09/2023
0 29/09/2023

Você poderá efetuar o saque por meio do aplicativo Caixa Tem ou pessoalmente em qualquer agência da Caixa ou em um dos Correspondentes Caixa Aqui

Calcule o Financiamento do Minha Casa Minha Vida 2023

A possibilidade de realizar saques por meio do Caixa Tem ou de forma presencial em agências da Caixa e Correspondentes Caixa Aqui é uma medida importante para garantir a acessibilidade e a conveniência dos beneficiários de programas sociais e contas bancárias.

O aplicativo Caixa Tem tornou-se uma ferramenta crucial para milhões de brasileiros que recebem benefícios governamentais, como o auxílio emergencial e o Bolsa Família.

Ele permite que as pessoas acessem seus recursos de forma digital, realizando transferências, pagamentos de contas e compras online, além de consultar saldos e extratos.

Essa opção digital é especialmente valiosa, pois proporciona maior agilidade e evita deslocamentos desnecessários, o que se tornou ainda mais relevante durante a pandemia de COVID-19, quando o distanciamento social é recomendado.

No entanto, a opção de saque presencial em agências da Caixa e Correspondentes Caixa Aqui é fundamental para aquelas pessoas que preferem ou precisam de dinheiro físico para suas despesas diárias.

Além disso, há situações em que os beneficiários podem encontrar dificuldades técnicas com o aplicativo ou não possuir acesso a dispositivos eletrônicos, tornando esses pontos de atendimento físico uma opção crucial.

A Caixa Econômica Federal tem investido em ampliar sua rede de Correspondentes Caixa Aqui, que inclui lotéricas, supermercados, farmácias e outros estabelecimentos parceiros, para tornar o saque de benefícios mais acessível em todo o país.

Isso ajuda a diminuir a concentração de pessoas nas agências bancárias e a agilizar o atendimento.

Portanto, a combinação de opções digitais, como o Caixa Tem, com a disponibilidade de saques presenciais demonstra o compromisso em atender às diversas necessidades dos beneficiários de programas sociais e clientes bancários, garantindo que todos tenham acesso ao seu dinheiro de forma segura e conveniente.