Mais de 1,3 milhão poderão sacar o FGTS

Mais de 1,3 milhão poderão sacar o FGTS em janeiro

O Fundo de Garantia por Tempo de Trabalho (FGTS) começou a ser pago nessa segunda-feira, 3 de março.

Fazem parte do grupo beneficiário os colaboradores nascidos em janeiro que seguem o regime de saque e aniversários. O cidadão que optar por essa modalidade tem direito a uma parcela do FGTS uma vez ao ano.

Ou seja, quem faz aniversário neste mês e tem saldo do FGTS pode sacar. A adesão ao saque de aniversário pode ser paga até 31 de janeiro. O prazo para retirada de dinheiro de contas ativas (emprego atual) ou inativas (emprego antigo) vai até 31 de março.

Número de beneficiários

Segundo dados da Caixa Econômica Federal, mais de 1,3 milhão de trabalhadores receberão saques de aniversário do FGTS em janeiro. O valor total equivale a 1,9 bilhão de reais.

Nessa rodada, além dos que sacaram antecipadamente por meio de empréstimo com instituição financeira, também estavam os que estavam com saldo a receber.

O período de saque da modalidade saque-aniversário do FGTS tem início no primeiro dia útil do mês de nascimento e término no último dia útil do segundo mês subseqüente. Caso o trabalhador não resgate o valor em até três meses, ele será automaticamente devolvido à conta do FGTS.

Qual o valor do saque-aniversário do FGTS?

O valor liberado pela Caixa varia de acordo com o saldo total do trabalhador em sua conta do FGTS. Veja exemplo: se o valor for de 800 reais, ele pode sacar 320 reais (40%), mais 50 reais em parcelas fixas dentro dessa faixa, totalizando 370 reais.

Na prática, quanto maior o saldo, menor a taxa de cobrança e maior o valor das parcelas adicionais. Verifique a tabela abaixo:

Limite das faixas de saldo (em R$) Alíquota Parcela adicional (em R$)
Até 500 50%
De 500,01 até 1.000 40% 50
De 1.000,01 até 5.000 30% 150
De 5.000,01 até 10.000 20% 650
De 10000,01 até 15.000 15% 1.150
De 15.000,01 até 20.000 10% 1.900
Acima de 20.000,01 5% 2.900

Como sacar o FGTS 2022?

Para participar dos saques de aniversários do FGTS, o colaborador deve acessar o app do FGTS, site da Caixa, banco ou caixa eletrônico da agência. A participação no sistema não é obrigatória e quem quiser desistir pode continuar a desistir.

Ao ingressar na modalidade saída aniversário, o trabalhador perderá o direito de saída total do FGTS em caso de desligamento sem justa causa. Mantém-se apenas a multa de 40% paga pelo empregador.

Qualquer pessoa que fizer ou considerar a migração para saque de aniversario só poderá desfazer as alterações no primeiro dia do 25º dia da solicitação.

%d blogueiros gostam disto: