×

Novidades no Cadastro Único: Atualização disponível a partir de 26/8; aprenda o processo

Aplicativo do Cadastro Único

Novidades no Cadastro Único: Atualização disponível a partir de 26/8; aprenda o processo

Confirmado: mais um município irá realizar a atualização do Cadastro Único (CadÚnico), o banco de dados essencial para a participação em programas sociais vinculados ao sistema do Governo Federal.

Desta vez, a oportunidade estará disponível no dia 26 de agosto, no próximo sábado, na cidade de Cotia, em São Paulo.

A Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) estará conduzindo a ação na Escola Dr. Osny Fleury Silveira, situada na Estrada Morro Grande, número 390, no bairro Atalaia.

Assim, entre às 9h e 16h, os usuários do CadÚnico deverão apresentar documentos oficiais de identificação de todos os membros da família, bem como um comprovante de residência.

É possível consultar o CadÚnico antes de realizar a atualização dos dados?

Aqueles que estão registrados no Cadastro Único devem ter em mente a importância de manter o cadastro atualizado sempre que necessário.

Se houver um aumento na renda familiar, por exemplo, é fundamental que o responsável familiar (RF) se encaminhe ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para efetuar a atualização correspondente.

Além disso, no caso em que o RF não se lembre da renda previamente registrada no cadastro, tanto o site quanto o aplicativo do CadÚnico (disponíveis para Android e iOS) podem ser utilizados.

Dessa maneira, através dessa plataforma, é possível verificar informações pessoais, renda familiar e per capita, benefícios associados ao CPF, data da última atualização, assim como outras informações relevantes.

Quais programas sociais usam o cadastro como uma exigência?

O Bolsa Família se destaca como um dos maiores programas de transferência de renda no país. Semelhante a diversos outros programas, aqueles que estão inscritos no Cadastro Único e possuem uma renda per capita de até R$ 218 têm direito a receber esse auxílio.

Até o dia 31 de agosto, as famílias receberão um valor base de R$ 600, com adições de R$ 150 e R$ 50.

Adicionalmente, é válido mencionar o Auxílio Gás, um benefício destinado aos usuários do cadastro com renda mensal per capita igual ou inferior a meio salário mínimo.

Até o fim deste mês, aproximadamente 5 milhões de famílias serão beneficiadas com um valor de R$ 108.

É essencial lembrar que outros auxílios do Governo Federal também se utilizam dos dados presentes no Cadastro Único, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC), a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), a Carteira da Pessoa Idosa, entre outros.

Aviso emitido no aplicativo Caixa Tem pode resultar no BLOQUEIO do seu Bolsa Família

O Cadastro Único (CadÚnico) é uma ferramenta fundamental no cenário dos programas sociais no Brasil. Ele é um instrumento de coleta de informações que reúne dados socioeconômicos das famílias de baixa renda em todo o país.

Por meio desse cadastro, o governo pode identificar quem são as famílias que estão em situação de vulnerabilidade e necessitam de apoio social.

Um dos programas mais conhecidos que utiliza o CadÚnico como critério é o Bolsa Família. Esse programa oferece auxílio financeiro às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, com base na renda per capita e no número de membros da família.

Além do valor básico, existem complementos variáveis, como o auxílio para crianças e adolescentes e o auxílio para gestantes. Esses valores auxiliam as famílias a garantir melhores condições de vida e oportunidades para seus membros.

Outro programa mencionado é o Auxílio Gás, que visa ajudar as famílias mais vulneráveis a terem acesso a um recurso básico como o gás de cozinha.

Esse auxílio contribui para aliviar o orçamento das famílias, permitindo-lhes destinar recursos para outras necessidades.

Além desses programas, o CadÚnico também é utilizado como base de dados para outros benefícios, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC), que é destinado a idosos e pessoas com deficiência em situação de baixa renda.

A Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) é outro exemplo, oferecendo descontos na conta de luz para famílias de baixa renda.

Portanto, o Cadastro Único desempenha um papel crucial na identificação e no suporte às famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica no Brasil.

É uma ferramenta que permite que o governo alcance aqueles que mais precisam de assistência, garantindo uma distribuição mais justa de recursos e oportunidades.