Pular para o conteúdo

Novo repasse do Bolsa Família disponibilizado pelo Governo nesta quinta-feira (20): confira os beneficiários

Bolsa Família

O governo acaba de liberar mais uma parcela do Bolsa Família aos beneficiários do programa. Nesta quinta-feira (20), o grupo de NIS 3 está autorizado a movimentar os seus valores no Caixa Tem. A seguir, fornecemos detalhes sobre os depósitos de julho.

Em primeiro lugar, é importante destacar que o pagamento do Bolsa Família de julho está disponível para todos os inscritos que não foram bloqueados pelo pente-fino do governo.

Além disso, é necessário cumprir as seguintes regras de participação:

  1. Apresentar renda per capita mensal de até R$ 218.
  2. Manter o Cadastro Único atualizado.
  3. Respeitar as condicionalidades para os benefícios adicionais.

Conforme mencionado anteriormente, nesta quinta-feira (20), os beneficiários do Bolsa Família com NIS 3 receberão suas parcelas.

O calendário está detalhado abaixo:

Dígito final do NIS Data
1 18/07
2 19/07
3 20/07
4 21/07
5 24/07 (liberado dia 22/07)
6 25/07
7 26/07
8 27/07
9 28/07
0 31/07 (liberado dia 29/07)

Os valores estão disponíveis para movimentação por meio do Caixa Tem, que pode ser acessado tanto por dispositivos Android quanto iOS.

Valores do Bolsa Família

Em relação aos valores, a liberação ocorre da seguinte forma:

  1. Benefício Primeira Infância: é disponibilizada uma parcela de R$ 150 para cada criança de até seis anos;
  2. Benefício Variável Familiar: concede um valor de R$ 50 para lactantes, gestantes e jovens entre sete e dezoito anos incompletos;
  3. Benefício de Renda de Cidadania: com o novo cálculo do Bolsa Família, é liberada uma parcela de R$ 142 para cada integrante da família até completar o valor mínimo de R$ 600;
  4. Auxílio Gás: não será liberado em julho.

Como saber da aprovação do Bolsa Família?

Para verificar se foram aprovados, os beneficiários têm à disposição diversos mecanismos de consulta fornecidos pelo governo. São eles:

  1. Aplicativo do Bolsa Família;
  2. Central da Caixa, através do número 111;
  3. Atendimento ao Cidadão, por meio do número 808 726 02 07;
  4. WhatsApp da Caixa, pelo número 0800 104 0104;
  5. Pelo aplicativo do Caixa Tem.

Com essas opções, os beneficiários podem obter informações sobre sua aprovação e o status de seus benefícios de forma fácil e conveniente.

Como consultar o Bolsa Família de JULHO no Portal do Cidadão através do CPF

O Bolsa Família é um programa social criado pelo governo brasileiro em 2003, com o objetivo de combater a pobreza e a desigualdade social.

Ele oferece transferências de renda para famílias em situação de vulnerabilidade, permitindo que elas tenham acesso a uma renda mínima mensal.

Para saber se foram aprovados no programa e acompanhar o recebimento das parcelas, os beneficiários contam com diversas opções de consulta:

  1. Aplicativo do Bolsa Família: Disponível para download em smartphones, o aplicativo permite que os beneficiários consultem informações sobre o programa, valores das parcelas, calendário de pagamento, entre outros detalhes relevantes.
  2. Central da Caixa: O número 111 é uma central de atendimento da Caixa Econômica Federal, onde os beneficiários podem ligar para obter informações sobre o Bolsa Família e esclarecer dúvidas.
  3. Atendimento ao Cidadão: Através do número 808 726 02 07, os beneficiários podem entrar em contato para obter assistência e informações sobre o programa.
  4. WhatsApp da Caixa: A Caixa disponibiliza atendimento através do WhatsApp, pelo número 0800 104 0104, onde os beneficiários podem receber orientações sobre o Bolsa Família.
  5. Aplicativo do Caixa Tem: Além de movimentar os valores do Bolsa Família, o aplicativo do Caixa Tem também fornece informações sobre o programa, permitindo que os beneficiários acompanhem o pagamento e verifiquem detalhes importantes.

Essas opções de consulta são essenciais para garantir que os beneficiários possam acompanhar seus benefícios de forma ágil e eficiente.

O Bolsa Família tem sido fundamental para aliviar a pobreza e melhorar as condições de vida de milhões de famílias em todo o Brasil, proporcionando um auxílio financeiro essencial para suprir necessidades básicas como alimentação e educação.

É um programa de grande importância social e que tem contribuído significativamente para a redução da desigualdade no país.