Pular para o conteúdo

O governo decide e bloqueia 1,2 milhão de benefícios do Bolsa Família para averiguação unipessoal

O governo decide e bloqueia 1,2 milhão de benefícios do Bolsa Família para averiguação unipessoal. O pagamento do Bolsa Família será bloqueado para 1,2 milhão de famílias unipessoais a partir desta sexta-feira, 14.

Os beneficiários receberam avisos de bloqueio por averiguação unipessoal ao acessar o aplicativo do programa social ao longo desta semana. Além disso, o Ministério do Desenvolvimento Social informou que cancelará outros 125 mil cadastros de famílias que não se enquadram mais no perfil do programa.

Cabe ressaltar que a revisão dos cadastros do Bolsa Família teve início no mês passado, quando 1,3 milhão de benefícios foram bloqueados por terem renda mensal acima do permitido para receber o benefício. No aplicativo, o ícone amarelo indica que o benefício está bloqueado para saque.

Para organizar essa operação de revisão, o governo Lula (PT) dividiu os cadastros unipessoais em grupos. Neste mês de abril, serão bloqueados os benefícios daqueles que entraram no programa entre agosto e dezembro de 2022, quando ainda se chamava Auxílio Brasil. O objetivo é garantir que apenas aqueles que se enquadram nas regras do Bolsa Família recebam o benefício.

O aumento significativo no número de famílias unipessoais durante o período eleitoral motivou essa ação. Mais de 8,2 milhões de brasileiros serão avaliados para identificar possíveis fraudes e cancelar benefícios indevidos.

Atenção para usuários do Bolsa Família: Informações importantes após bloqueios

Próximos a passarem pela Averiguação Unipessoal

Aqui estão os próximos grupos a serem investigados na averiguação unipessoal do Bolsa Família:

  1. Público 1 – Famílias individuais que tiveram informações incluídas ou atualizadas no Cadastro Único entre agosto/2022 e dezembro/2022;
  2. Público 2 – Famílias individuais que tiveram informações incluídas ou atualizadas no Cadastro Único entre junho/2022 e julho/2022;
  3. Público 3 – Famílias individuais que tiveram informações incluídas ou atualizadas no Cadastro Único entre março/2022 e maio/2022;
  4. Público 4 – Famílias individuais que tiveram informações incluídas ou atualizadas no Cadastro Único entre novembro/2021 e fevereiro/2022;
  5. Público 5 – Famílias individuais que tiveram informações incluídas ou atualizadas no Cadastro Único até outubro/2021;
  6. Público 6 – Registros individuais de pessoas que não são beneficiárias do programa.