Pagamento do Auxílio Brasil de dezembro foi antecipado

Auxílio Brasil

O Ministério da Cidadania concluiu o pagamento de novembro do auxílio ao Brasil, liberando o valor para todos os mais de 21 milhões de beneficiários.

Agora a pasta se prepara para a última transferência do ano, que também será a última com mais R$ 200. Confira o calendário de pagamentos para dezembro.

Em dezembro, os beneficiários do Auxílio Brasil receberão a última parcela do benefício com um adicional de R$ 200 proposto pelo PEC Kamikaze, totalizando R$ 600 por ano.

A antecipação dos pagamentos do Auxílio Brasil

O calendário de pagamentos do Auxílio Brasil foi antecipado no mês de agosto e outubro, sem repetição nas parcelas de setembro e novembro.

Em dezembro, o calendário voltará a ser antecipado para que os beneficiários recebam os pagamentos antes das festividades de final de ano, Natal em 25 de dezembro e Ano Novo em 31 de dezembro.

Neste mês, os pagamentos começarão no dia 12 e o último pagamento será no dia 23 de dezembro. Os beneficiários recebem os benefícios com base no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) que consta no cartão do plano:

  • Final do NIS 1 – 12 de dezembro;
  • Final do NIS 2 – 13 de dezembro;
  • Final do NIS 3 – 14 de dezembro;
  • Final do NIS 4 – 15 de dezembro;
  • Final do NIS 5 – 16 de dezembro;
  • Final do NIS 6 – 19 de dezembro;
  • Final do NIS 7 – 20 de dezembro;
  • Final do NIS 8 – 21 de dezembro;
  • Final do NIS 9 – 22 de dezembro;
  • Final do NIS 0 – 23 de dezembro.

Valor do Auxílio Brasil

A PEC transitória, que permite um valor oficial de 600 reais para 2023, tramita no Congresso, aguardando sua aprovação.

O texto propõe retirar o custeio do programa do orçamento anual, que prevê R$ 105 bilhões para os próximos quatro anos, o que permitiria mudanças no valor dos benefícios.

A mudança do valor básico de R$ 400 para R$ 600 custará cerca de R$ 52 bilhões, além do novo custeio do benefício de R$ 150 para cada criança menor de 6 anos nas famílias beneficiárias, o que demanda mais R$ 18 bilhões.

A PEC então surgiu como uma alternativa, capaz de gastar mais cerca de 70 bilhões de reais sem quebrar o teto de gastos.

%d blogueiros gostam disto: