×

Pagamentos Retroativos do Bolsa Família Serão Liberados pela Caixa

Pagamentos Retroativos

Pagamentos Retroativos do Bolsa Família Serão Liberados pela Caixa

A Caixa Econômica Federal anunciou que irá liberar os pagamentos retroativos do Bolsa Família para beneficiários que estavam bloqueados.

A Caixa Econômica Federal realizou a atualização da verificação dos elegíveis para receber o Bolsa Família em abril.

A cada rodada de pagamentos, uma parte dos beneficiários fica preocupado com o aumento dos bloqueios que estão retendo o auxílio para inúmeras famílias, especialmente para aquelas que se declararam como unipessoais.

Bloqueio do Bolsa Família para famílias unipessoais

Desde o ano passado, o governo instituiu o bloqueio do Bolsa Família para as famílias unipessoais que foram identificadas com informações incoerentes nos registros governamentais.

A pergunta que paira no ar é a seguinte: quem estava bloqueado voltará a receber o benefício agora em abril? É isso que vamos conferir a seguir.

Atualização e esclarecimentos para famílias unipessoais

O grupo que se declarou unipessoal durante os cadastramentos realizados em 2022 está sendo examinado por suspeitas de irregularidades e recebimento indevido.

Ou seja, o indivíduo declara viver sozinho, mas na realidade reside com outros membros que também recebem o Bolsa Família.

As famílias unipessoais até recebem o pagamento através do Caixa Tem, mas são chamadas para prestar esclarecimentos e atualizar o seu registro no setor do Cadastro Único.

Em caso de não cumprimento do prazo, o Bolsa Família pode ser cancelado para prevenir novas oportunidades de fraude.

O governo não disponibilizou o recadastramento online do Bolsa Família, exigindo que o responsável familiar passe por uma nova entrevista e apresente pessoalmente a documentação para regularizar o seu registro.

Bolsa Família

Pagamentos Retroativos vai ser liberado?

Caso seu benefício tenha sido bloqueado, porém você já atualizou seu cadastro e atende a todos os requisitos estabelecidos pelo governo, é provável que suas parcelas sejam desbloqueadas em breve.

Os valores retroativos referentes aos meses bloqueados podem ser retirados em agências da Caixa Econômica Federal ou em lotéricas autorizadas.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), os montantes bloqueados serão pagos retroativamente aos beneficiários que, após a atualização cadastral, comprovarem sua elegibilidade para receber o benefício.

Essa medida visa garantir que aqueles que foram impedidos de receber seus benefícios devido a questões administrativas tenham acesso aos valores devidos.

Essa iniciativa surge como resposta às demandas por maior eficiência e equidade no programa, buscando assegurar que todos os beneficiários recebam o suporte financeiro ao qual têm direito.

Tempo para desbloqueio do Bolsa Família

Mas, quanto tempo leva para desbloquear o Bolsa Família após a atualização do registro?

Bom, inicialmente o governo orientou que apenas as pessoas convocadas pelo MDS procurassem um CRAS ou o setor do Cadastro Único para atualizar o seu registro, além de apresentar a documentação exigida.

O responsável irá assinar um termo declarando que vive sozinho e que as informações fornecidas são de fato verdadeiras.

Após este procedimento, o benefício é automaticamente desbloqueado pela administração municipal.

O prazo para desbloqueio pode variar de acordo com cada caso.

Na maioria das vezes, os benefícios bloqueados são liberados aproximadamente 30 dias após a regularização.

No entanto, em caso de cancelamento, pode levar até 3 meses, ou seja, até 90 dias, para que a situação do benefício retorne ao normal.

O governo federal concede um prazo de até 60 dias para que as famílias unipessoais atualizem o seu registro no Cadastro Único.

Sendo assim, aqueles cujo benefício foi bloqueado desde o mês de março devem atualizar o seu registro até o dia 12 de abril para voltar a receber o Bolsa Família no pagamento de maio.

Mensagem de bloqueio no Caixa Tem

Outra preocupação das famílias é a mensagem de bloqueio do auxílio no Caixa Tem.

Ao acessar o aplicativo para verificar o pagamento, os usuários perceberam que o dinheiro estava bloqueado e foram orientados a ligar para o número 121 para obter mais detalhes.

É muito importante observar que, em alguns casos, a Caixa Econômica Federal mantém o valor bloqueado para saque, mesmo que o dinheiro já esteja creditado na conta.

Isto é feito para informar ao beneficiário que o valor só estará disponível para movimentação na data definida no Calendário do Bolsa Família, de acordo com a numeração final do NIIS.

Verificando se o benefício está bloqueado

Mas, como é que eu posso verificar se o meu benefício do Bolsa Família está bloqueado?

Bom, para saber se o benefício está bloqueado, o responsável deve consultar mais de um aplicativo que mostre a situação do cadastro, pois em alguns casos o benefício pode aparecer como liberado.

Atualmente, esta consulta pode ser feita através do aplicativo Caixa Tem, do aplicativo do Bolsa Família, do aplicativo do Cadastro Único, do Portal Cidadão da Caixa e também através do WhatsApp oficial do MDS.

Se a data de pagamento chegar e o dinheiro não estiver na conta, o beneficiário deve verificar se está apto para receber a parcela, ou seja, se está dentro das regras e cumpre com todas as condições do programa.

Se a resposta for afirmativa e o dinheiro não for recebido até o final do calendário do mês em questão, será necessário procurar o CRAS mais próximo e buscar informações sobre o motivo do bloqueio.

Segundo o governo, a família em processo de verificação unipessoal recebe uma mensagem de aviso no extrato de pagamento, que pode ser consultado no aplicativo do Bolsa Família, no Caixa Tem ou no Portal Cidadão.

A partir do aviso, a família tem um prazo para atualizar os dados e, após o processamento, ter o pagamento desbloqueado.

Se o prazo estabelecido não for cumprido, o beneficiário será notificado do cancelamento do benefício.

O calendário de pagamentos do Bolsa Família para abril foi divulgado.

O depósito do Bolsa Família é realizado na conta Caixa Tem durante os últimos 10 dias úteis de cada mês, conforme o final do Número de Identificação Social (NIS) do chefe da família.

Os beneficiários começarão a receber a quarta parcela de 2024 a partir do dia 17 de abril, iniciando com aqueles que têm NIS terminado em 1.

Confira o cronograma completo:

– NIS com final 1: 17 de abril
– NIS com final 2: 18 de abril
– NIS com final 3: 19 de abril
– NIS com final 4: 22 de abril
– NIS com final 5: 23 de abril
– NIS com final 6: 24 de abril
– NIS com final 7: 25 de abril
– NIS com final 8: 26 de abril
– NIS com final 9: 29 de abril
– NIS com final 0: 30 de abril

Para ser elegível ao Bolsa Família, a renda mensal por pessoa na família não deve ultrapassar R$ 218.

Por exemplo, se um membro da família recebe um salário mínimo (R$ 1.412), e a família tem sete pessoas, a renda individual é de R$ 201, abaixo do limite de R$ 218, tornando-os elegíveis para o programa social.

É necessário estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) com os dados atualizados para receber os recursos, realizado nos postos de atendimento da assistência social dos municípios, como os CRAS, apresentando o CPF ou título de eleitor.

Destaca-se que a entrada no Bolsa Família ocorre automaticamente para as famílias identificadas pelo programa.

Em março, 20,89 milhões de famílias receberam o Bolsa Família, com 17,4 milhões (83,4%) chefiadas por mulheres.

Os benefícios do Bolsa Família incluem:

– R$ 600: valor pago por família
– Benefício de Renda de Cidadania: pago a todos os integrantes da família, no valor de R$ 142 por pessoa
– R$ 150: adicional para famílias com crianças até 6 anos
– R$ 50: adicional para famílias com crianças de 7 a 11 anos e adolescentes de 12 a 18 anos
– R$ 50: adicional para famílias com gestantes

O saque do Bolsa Família pode ser realizado em agências da Caixa, postos de atendimento bancários, unidades lotéricas, correspondentes Caixa Aqui, terminais de autoatendimento e unidades itinerantes.

Deixe uma resposta