PIS/Pasep

PIS/PASEP tem calendário suspenso até 2022; veja o que será feito

O governo federal anunciou na última terça-feira (23) a mudança da tabela de abonos salariais do PIS / Pasep para 2022.

Portanto, de acordo com o cronograma, os funcionários que farão jus a esse benefício neste ano terão que esperar até o primeiro semestre do ano que vem.

Tudo isso graças à decisão de readequar o BEm, benefício emergencial criado no ano passado para auxiliar empresas e colaboradores.

Uma necessidade urgente do presidente da república foi o veto do Ministério da Economia, que visa alterar as regras de aprovação do seguro-desemprego, a fim de prorrogar a retomada da medida emergencial.

A aprovação da medida de abono salarial foi unânime, por sugestão do próprio governo federal. Significa que, o calendário de pagamento do abono do PIS/Pasep será definido pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Inicialmente, o corpo técnico da equipe econômica afirmou estar trabalhando em uma versão extraordinária de crédito para financiar o programa.

Desta forma, é possível excluir despesas das medidas destinadas aos trabalhadores no limite superior da despesa.

Embora o presidente Bolsonaro não tenha aceitado a nova proposta, disse que a medida foi tomada em 2020, o que resultou no aumento da dívida pública. No entanto, conversas nos bastidores indicam que o presidente concorda com a iniciativa.

Vale lembrar que no ano passado as despesas operacionais da União foram de R $ 33 bilhões.

No entanto, este apelo tornou-se efetivo na esteira do estado de calamidade publica. O efeito dessas ações foi a suspensão da regulamentação tributária até 31 de dezembro.

Agora, com a extensão do calendário do abono até 2022, economizará R $ 7,4 bilhões.

Veja Mais: Auxílio Emergencial 2021: Lista dos contemplados será divulgada em uma semana

%d blogueiros gostam disto: