×

Possíveis novos bloqueios do Bolsa Família podem ocorrer em breve

Bolsa Família

Possíveis novos bloqueios do Bolsa Família podem ocorrer em breve

Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) intensifica bloqueios no Cadastro Único (CadÚnico). Desde março deste ano, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) tem realizado bloqueios no Cadastro Único (CadÚnico) do Bolsa Família.

Até o momento, cerca de 2,7 milhões de beneficiários foram bloqueados devido a averiguações cadastrais. O objetivo é identificar irregularidades no cadastro, como informações incorretas ou renda per capita acima do limite estabelecido para o benefício.

Para verificar se há risco de bloqueio do Bolsa Família, os segurados podem acessar o site ou o aplicativo do Cadastro Único e conferir a regularidade de seus cadastros.

Além disso, a informação também pode ser obtida no Portal Cidadão da Caixa Econômica Federal, por meio do site.

Os beneficiários do Bolsa Família podem receber notificações sobre o programa por SMS ou através do aplicativo oficial. Confira abaixo uma das mensagens enviadas pelo aplicativo neste mês:

“Mensagem do Bolsa Família – Benefício bloqueado por averiguação: você precisa esclarecer informações do seu cadastro. Se você realmente mora sozinho, procure o setor do Cadastro Único na sua cidade até o dia 16 de junho e atualize o seu cadastro para evitar o cancelamento do seu benefício do Bolsa Família.”

Aplicativo Bolsa Família

Bloqueio do Bolsa Família: Importância do Cadastro Único em dia

O bloqueio do Bolsa Família ocorre devido à necessidade de estar devidamente cadastrado no Cadastro Único e com as informações atualizadas.

Qualquer irregularidade no Cadastro Único pode resultar no bloqueio do repasse do benefício, o que tem levado muitas famílias a deixarem de receber o auxílio.

É fundamental manter o Cadastro Único em dia para garantir o recebimento regular do Bolsa Família. Isso significa estar com as informações atualizadas e corretas, conforme as exigências do programa.

Caso ocorram alterações na composição familiar, renda ou qualquer outra informação relevante, é essencial atualizar o cadastro o mais rápido possível.

Dessa forma, é imprescindível que os beneficiários do Bolsa Família estejam atentos à importância de manter seu cadastro regularizado e atualizado no Cadastro Único.

Isso garantirá que não haja bloqueios e que a transferência de renda seja recebida de forma contínua e adequada.

Parcelas retroativas do Bolsa Família

O Ministério do Desenvolvimento Social anunciou que os segurados que comparecerem ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para realizar o recadastramento dentro de 60 dias poderão ter seu benefício do Bolsa Família reestabelecido.

De acordo com o ministro Wellington Dias, o desbloqueio pode levar de 15 a 45 dias para ser efetivado.

Além do desbloqueio, o ministro do MDS também informou que a Caixa Econômica Federal fará o repasse das parcelas retroativas do Bolsa Família que ficaram suspensas durante o bloqueio do Cadastro Único.

Nesse sentido, os segurados que realizaram o recadastramento do CadÚnico entre os dias 3 de março e 14 de abril já estão autorizados a sacar as parcelas atrasadas.

O valor estará disponível para saque no Caixa Tem. No entanto, caso o aplicativo continue apresentando o benefício bloqueado, o segurado poderá dirigir-se a uma agência da Caixa Econômica Federal, portando um documento original com foto e o cartão do benefício, para realizar o saque.

Essas medidas visam assegurar que os beneficiários do Bolsa Família tenham seus bloqueios revertidos e recebam as parcelas retroativas devidas.

É fundamental que os segurados cumpram o prazo estipulado para o recadastramento no CRAS, a fim de regularizarem sua situação e terem acesso aos benefícios de forma contínua.

Calendário do Bolsa Família de maio

A Caixa Econômica Federal já divulgou o calendário de pagamentos do Bolsa Família para o mês de maio.

Os repasses terão início na quinta-feira (18) e serão concluídos somente no dia 31 de maio. Essa programação escalonada é baseada no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do Responsável Familiar.

Confira abaixo o calendário completo:

  • NIS de final 1: dia 18 de maio;
  • NIS de final 2: dia 19 de maio;
  • NIS de final 3: dia 22 de maio (antecipado para o sábado 20);
  • NIS de final 4: dia 23 de maio;
  • NIS de final 5: dia 24 de maio;
  • NIS de final 6: dia 25 de maio;
  • NIS de final 7: dia 26 de maio;
  • NIS de final 8: dia 29 de maio (antecipado para o sábado 27);
  • NIS de final 9: dia 30 de maio;
  • NIS de final 0: dia 31 de maio.

O empréstimo consignado do Bolsa Família ainda está disponível?

Formas de Recebimento do Bolsa Família: Utilize a que for mais conveniente para você

O pagamento do Bolsa Família será depositado na conta digital do Caixa Tem. O segurado tem a opção de realizar transferências utilizando a ferramenta PIX disponível no Caixa Tem, ou pode optar por sacar o valor em uma agência da Caixa Econômica Federal, casa lotérica ou ponto de autoatendimento.

Para efetuar o saque, é necessário apresentar o cartão do benefício ou o cartão Cidadão da Caixa Econômica Federal.

Escolha a forma de recebimento que melhor atende às suas necessidades e preferências. Através do Caixa Tem, você pode realizar transferências de forma rápida e segura, utilizando o PIX.

Se preferir, pode realizar o saque em um dos pontos autorizados, lembrando de levar consigo o cartão adequado.

O objetivo é garantir que você tenha acesso ao seu benefício de maneira prática e sem complicações.