Prova de Vida 2023 – Veja como será realizada

Prova de Vida 2023

A partir de fevereiro de 2022, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) suspendeu a prova de vida. Esta medida foi tomada em consideração ao impacto da pandemia de Covid-19.

É importante ressaltar que a prova de vida do INSS não foi cancelada, apenas suspensa por um período devido ao distanciamento social.

Porém, a partir de janeiro de 2023, o programa traz algumas novidades interessantes para os segurados, uma delas é que a certificação presencial de vida não será mais obrigatória. O processo será desenvolvido por meio de um novo modelo que, além de moderno, será mais simples.

Como será realizada a prova de vida do INSS no próximo ano?

Antes, os segurados eram obrigados a fornecer prova de vida pessoalmente na instituição depositária. Portanto, é necessário ir ao banco com um documento com foto e um cartão de débito. Além disso, a biometria é necessária para comprovar a identidade do beneficiário.

Primeiro, a “renovação da fé” se tornará mais fácil para todos os aposentados a partir de 2023. O motivo dessa declaração é que a verificação será executada automaticamente.

A agência confirmará que o segurado está vivo por meio do cruzamento do próprio instituto com as informações recebidas dos setores público e privado.

Quais registros podem atestar a prova de vida automaticamente?

Veja abaixo quais opções demonstram benefícios automaticamente:

  • Realizar atendimento nas unidades da previdência;
  • Enviar a declaração anual do IR (Imposto de Renda);
  • Emitir ou renovar documentos oficiais, como passaporte, CNH, RG ou alistamento militar;
  • Comprovantes de votação da eleição mais atual;
  • Realizar consultas no SUS (Sistema Único de Saúde);
  • Adquirir ou renovar um empréstimo consignado;
  • Registros de vacinação.

O que acontece se o INSS não conseguir comprovar vida?

Se por algum motivo o INSS não certificar automaticamente a vida do beneficiário por meio do cruzamento de dados, o benefício do segurado não será suspenso. Quando isso acontece, o corpo manda a mensagem de que a prova de vida precisa ser realizada virtualmente.

Caso ainda não haja contato ou confirmação, o benefício poderá ser bloqueado ou retido até que o processo seja concluído. Observe que o prazo de normalização é de até três meses. Por fim, se a pessoa ainda não buscar uma solução, é possível que o atendimento seja cancelado.

%d blogueiros gostam disto: