Reajuste de benefícios e contribuições previdenciárias para 2022 são publicadas pelo governo Federal

A regulamentação do Ministério do Trabalho e Previdência estabelece a alíquota de reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), bem como os valores pagos pelos beneficiários e segurados e suas respectivas alíquotas de contribuição), a partir de janeiro de 2022. O texto foi publicado hoje (20) no Diário Oficial da União.

A portaria nº 12 também contém ajustes relativos a outros valores incluídos no PRPS, como a tabela de contribuições para segurados, trabalhadores domésticos e autônomos para pagamento de salários.

O reajuste do benefício do INSS a partir de 1º de janeiro de 2022 será de 10,16%. A tabela mostra os aumentos percentuais que serão aplicados aos benefícios a partir de janeiro de 2021.

Os reajustes também valerão para pensões especiais pagas a vítimas da síndrome da talidomida, pacientes com hanseníase e assistência mensal especial para jogadores com poucos ou limitados recursos.

O valor mínimo dos salários de benefício e de contribuição pagos a partir de 1º de janeiro de 2022 não deve ser inferior a R$ 1.212 e não superior a R$ 7.087,22.

Leia Mais:

O mesmo valor mínimo incidirá sobre as provisões continuadas pagas pelo INSS correspondentes a aposentadorias; auxílio invalidez temporária e benefícios por morte (total); aposentadorias de pilotos; pensões especiais pagas às vítimas da síndrome da talidomida; e auxílio-reclusão.

O valor da pensão especial a ser paga aos dependentes de vítimas de hemodiálise na cidade de Caruaru, Pernambuco, também será de R$ 1.212; apoio social a idosos e deficientes; e renda mensal vitalícia.

O valor dos benefícios concedidos aos pescadores, proprietários de redes e patrão de pesca “corresponderá a uma, duas e três vezes o valor de R$ 1.212, respectivamente”. Benefício para seringueiros e suas famílias será de R$ 2.424.

A partir de 1º de janeiro de 2022, o valor do abono-família para cada filho com deficiência menor de 14 anos ou qualquer idade é de R$ 56,47, para o segurado pago mensalmente (total do salário de contribuição, mesmo que da soma correspondente do salário de contribuição) não ultrapassar R$ 1.655,98.

Veja abaixo como ficam a tabela oficial do INSS com os valores reajustados de acordo com o novo salário mínimo e índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Benefício 2021 Benefício 2022
R$ 1.100 R$ 1.212
R$ 1.200 R$ 1.322
R$ 1.300 R$ 1.432
R$ 1.400 R$ 1.542
R$ 1.500 R$ 1.652
R$ 1.600 R$ 1.762
R$ 1.700 R$ 1.872
R$ 1.800 R$ 1.982
R$ 1.900 R$ 2.093
R$ 2.000 R$ 2.203
R$ 2.100 R$ 2.313
R$ 2.200 R$ 2.423
R$ 2.300 R$ 2.533
R$ 2.400 R$ 2.643
R$ 2.500 R$ 2.754
R$ 3.000 R$ 3.304
R$ 3.500 R$ 3.855
R$ 4.000 R$ 4.406
R$ 4.500 R$ 4.957
R$ 5.000 R$ 5.508
R$ 5.500 R$ 6.058
R$ 6.000 R$ 6.609
R$ 6.433 R$ 7.087

Com informações da Agencia Brasil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: