Pular para o conteúdo

Reajuste de R$ 710 no Bolsa Família: Quando o Governo Confirmará o Aumento?

  • por
Bolsa Família

O anúncio do possível reajuste no Bolsa Família pelo Presidente trouxe uma notícia positiva para os beneficiários brasileiros do programa.

Segundo declarações do chefe do Executivo, ele e sua equipe econômica estão em fase de estudo para implementar um aumento no benefício a partir de 2024, elevando o valor médio das prestações para R$ 710.

Conforme dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), o custo do programa de transferência de renda alcançaria a cifra de R$ 5,6 bilhões no próximo ano.

Com esse reajuste, o valor médio do Bolsa Família atingiria R$ 710,50, proporcionando, assim, valores mais substanciais para as famílias beneficiárias.

O aumento de 4% nos valores do Bolsa Família, incluindo os benefícios adicionais, indica um esforço para aprimorar o programa de assistência social.

O governo tem como expectativa que esse novo pagamento seja implementado a partir de março de 2024. Entretanto, é importante ressaltar que, até o momento, as medidas concretas relacionadas a esse reajuste ainda estão em estágio inicial, aguardando decisões e trâmites posteriores por parte do governo.

Mudanças no Bolsa Família para 2023

É relevante ressaltar que, em um passado recente, o programa Bolsa Família passou por uma reestruturação, sendo rebatizado como Auxílio Brasil, mas posteriormente retornou ao seu nome original quando o ex-presidente Lula reassumiu o cargo.

Essa mudança de nomenclatura não foi a única alteração efetuada no programa, pois também houve modificações no seu sistema de repasse.

Dentro desse contexto, é importante destacar que, além da parcela mínima de R$ 142 concedida a cada beneficiário, foram introduzidos dois benefícios adicionais com o intuito de abranger diferentes necessidades das famílias contempladas:

  1. Benefício Primeiro Infância: Destinado às famílias que têm crianças com até seis anos de idade, esse benefício oferece pagamentos no valor de R$ 150 por criança, visando a apoio financeiro para os cuidados iniciais na infância.
  2. Benefício Variável Familiar: Direcionado às famílias que incluem crianças e adolescentes entre sete e 18 anos incompletos, gestantes e lactantes, este benefício concede uma parcela de R$ 50 por beneficiário, reconhecendo a importância de atender às necessidades específicas de diferentes grupos dentro do programa.

Essas alterações demonstram a adaptação do programa às demandas e realidades das famílias brasileiras, buscando proporcionar um suporte financeiro mais abrangente e eficaz.

Importância do Calendário de Pagamentos e Benefícios Adicionais no Bolsa Família

No âmbito do programa Bolsa Família, os beneficiários que se encaixam nos benefícios mencionados anteriormente receberão essas parcelas adicionais juntamente com o pagamento fixo.

É essencial ressaltar que os depósitos são realizados pela Caixa Econômica Federal, por meio do aplicativo Caixa Tem.

Portanto, é fundamental que os beneficiários estejam atentos ao calendário de pagamentos para garantir que não percam a data de recebimento.

É importante lembrar que os repasses referentes ao mês de agosto tiveram início no dia 18 e continuarão até o dia 31. A distribuição dos pagamentos segue uma ordem de acordo com o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS) do beneficiário titular.

Nesse contexto, compreender a importância de acompanhar o calendário de pagamentos e estar ciente dos benefícios adicionais oferecidos pelo programa Bolsa Família é fundamental para garantir o acesso a esses recursos financeiros que desempenham um papel significativo no apoio às famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Para se inscrever no Bolsa Família em 2023, você deve fazer o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

O CadÚnico é um registro que reúne informações sobre famílias de baixa renda que podem ser beneficiadas por programas sociais do governo federal.

Para fazer o CadÚnico, você deve se dirigir a um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou a um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) mais próximo da sua casa. Leve os seguintes documentos:

  • RG ou carteira de identidade de todos os membros da família
  • CPF de todos os membros da família
  • Certidão de nascimento ou casamento de todos os membros da família
  • Comprovante de residência
  • Comprovante de renda

Após fazer o CadÚnico, você deve aguardar a análise da sua família. Se a sua família for aprovada, você receberá uma carta com informações sobre o benefício.

A inscrição no Bolsa Família também pode ser feita pela internet, no site da Caixa Econômica Federal. Para isso, você deve acessar o site da Caixa e clicar no link “Inscrição Bolsa Família”. Em seguida, você deve preencher um formulário com as informações da sua família.

Após preencher o formulário, você deve aguardar a análise da sua família. Se a sua família for aprovada, você receberá uma carta com informações sobre o benefício.

Confira abaixo o passo a passo para se inscrever no Bolsa Família em 2023:

  1. Faça o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) em um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou a um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) mais próximo da sua casa.
  2. Leve os seguintes documentos:
    • RG ou carteira de identidade de todos os membros da família
    • CPF de todos os membros da família
    • Certidão de nascimento ou casamento de todos os membros da família
    • Comprovante de residência
    • Comprovante de renda
  3. Aguarde a análise da sua família.
  4. Se a sua família for aprovada, você receberá uma carta com informações sobre o benefício.

Você também pode se inscrever no Bolsa Família pela internet, no site da Caixa Econômica Federal. Para isso, siga os seguintes passos:

  1. Acesse o site da Caixa.
  2. Clique no link “Inscrição Bolsa Família”.
  3. Preencha o formulário com as informações da sua família.
  4. Aguarde a análise da sua família.
  5. Se a sua família for aprovada, você receberá uma carta com informações sobre o benefício.