Aprenda a investir R$ 500 por mês

Aprenda a investir R$ 500 por mês de acordo com seu perfil – Veja as opções

Com a taxa Selic em apenas 2%, muita gente tem dúvida sobre quais investimentos o dinheiro rende mais.

É importante enfatizar que isso depende dos objetivos de todos e também se eles prepararam reservas para contingências para pelo menos seis meses de despesas.

Esse valor pode ser usado em caso de demissão, doença repentina, acidente e outros imprevistos.

Segundo o e-investidor, o melhor é que a pessoa tenha um portfólio diversificado com produtos dependendo do seu perfil.

Em outras palavras, se você é mais tolerante ao risco ou não gosta de correr riscos, para garantir o lucro. Normalmente, os corretores dividem as pessoas em pelo menos três perfis de investidores.

  • Conservador  – menos risco
  • Moderado – risco intermediário
  • Arrojado ou agressivo – mais risco

Se você tem 500 reais, já é possível começar a investir em vários ativos, veja baixo, alguns deles indicados para esse momento de pandemia de Covid-19.

Investidor iniciante ou conservador

Embora sua atratividade seja bastante influenciada pelo baixo nível das taxas de juros Selic, a renda fixa oferece maior segurança do que os investimentos em renda variável. Você pode colocar um perfil conservador que deseja investir 40% nos títulos do Tesouro Selic (títulos públicos), 40% em CDBs (crédito privado) e 20% em ações.

Também podem ser investidos em títulos públicos de renda fixa e o risco máximo, neste caso, seriam empréstimos privados, fundos ou emissões como CRI, CRA, títulos. No entanto, é importante notar que esses títulos geralmente fornecem liquidez apenas no vencimento.

Investidor moderado e avançado

Um perfil moderado, além da Selic Tesouro, pode aplicar algum dinheiro (entre 10% e 15% do capital) em IPCA + títulos do Tesouro, que podem se beneficiar da alta da inflação ou comprar boas ações, que paga dividendos ou investir em fundos em diversos mercados.

Por fim, um perfil ousado ou agressivo pode aumentar a participação dos investimentos alocados em ativos de renda variável, seja em fundos mútuos ou ações.

A composição do ativo poderia ser de 20% da renda fixa, 40% dos multimercados e 40% da renda variável.

Para investidores iniciantes, mesmo que o número de ações seja pequeno, eles podem comprar ações porque proporcionam melhor lucratividade.

Os conservadores também podem aproveitar esta oportunidade para testar gradualmente sua inteligência emocional sob o risco de perda na Bolsa de Valores.

Veja mais: Dinheiro na Mão: Crédito pré-aprovado Nubank oferece empréstimo em até 24x

%d blogueiros gostam disto: